Busca avançada
Ano de início
Entree

Políticas públicas e atores sociais no Gerenciamento Costeiro, Praia da Cocanha, Caraguatatuba, São Paulo

Processo: 09/12969-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Yara Schaeffer Novelli
Beneficiário:Jussara Shirazawa de Freitas
Instituição-sede: Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Políticas públicas

Resumo

No Brasil, em decorrência de fatores históricos e geográficos que condicionaram o processo de ocupação do território, grande parte da população concentra-se no litoral, formando aglomerações de expressiva densidade. Nesses locais, definem-se, em geral, quadros problemáticos do ponto de vista da gestão ambiental, demandando ações de caráter corretivo, como a questão de saneamento básico e saúde, com o controle do impacto sobre os ambientes marinhos. O processo de gestão ambiental deve envolver tanto administradores de recursos naturais, cientistas e políticos quanto os que se sustentam diretamente com o extrativismo dos recursos naturais. Todos devem trabalhar em conjunto para garantir que as estratégias de gestão atendam aos problemas locais. Para que o gerenciamento costeiro integrado seja eficaz, em uma determinada região, é preciso entender a realidade local e o contexto em que se insere. O presente trabalho focalizará o histórico da formação do território e a rede local de atores, em busca da avaliação das Políticas Públicas incidentes na região com base em dois referenciais teóricos: Avaliação de Políticas Públicas e Sociologia da Tradução. Estes referenciais permitem evidenciar as lógicas de ação dos agentes do poder público e dos atores sociais envolvidos nos processos de desenvolvimento de uma região. Com isso, as tomadas de decisões e as ações propostas para a região serão mais condizentes e mais eficientes com a realidade local, uma vez que pode haver a mitigação de possíveis conflitos entre atores e uma maior contribuição por parte dos usuários na implementação da gestão ambiental.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FREITAS, Jussara Shirazawa de. Gestão da zona costeira: políticas públicas e atores sociais na praia da Cocanha, Caraguatatuba, São Paulo. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Eletrotécnica e Energia São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.