Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do status de ferro em ratos alimentados com rações hiperlipídicas

Processo: 09/13006-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Célia Colli
Beneficiário:Eduardo Henrique Szpak Gaievski
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ratos   Hepcidina   Inflamação   Nutrição experimental   Insulina

Resumo

Obesidade, considerada como de origem multifatorial, é influenciada por fatores genéticos e ambientais, e caracterizada pela expansão do tecido adiposo como resultado de umdesequilíbrio energético positivo. O aumento da adiposidade pode promover um quadro inflamatório crônico, e de baixa intensidade, que está envolvido na etiologia da resistênciaperiférica à insulina, contribuindo para o aumento do risco cardiovascular. A relação entreaumento da adiposidade e alterações no status de Fe passou a ser aventada a partir do conhecimento do funcionamento de genes envolvidos com a homeostase de Fe. O presenteprojeto se propõe a investigar as eventuais alterações na homeostase de Fe e as suasrepercussões na biodisponibilidade do mineral em um modelo de obesidade em ratos alimentados com rações hiperlipídicas. Ratos Wistar, machos e recém-desmamados, receberão rações hiperlipídicas (constituídas de uma mistura de óleo de soja e gordura suína [banha]) em diferentes níveis ao longo de 60 dias. Grupos pair feeding serão utilizados para corrigir aquantidade de energia consumida pelos grupos hiperlipídicos em relação ao grupo controle(normolipídico). O status de Fe, avaliado por parâmetros bioquímicos e de expressão gênica,bem como o perfil lipídico e marcadores de inflamação e de resistência à insulina serãoanalisados após 15, 30 e 60 dias de consumo das diferentes rações experimentais.