Busca avançada
Ano de início
Entree

Analise espacial para readequacao de brownfields ferroviarios em areas urbanas com o uso de geotecnologias: um desafio para as politicas publicas.

Processo: 09/54405-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia
Pesquisador responsável:Magda Adelaide Lombardo
Beneficiário:Larissa Lucciane Volpe Lourenço
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Políticas públicas   São Paulo   Geotecnologias

Resumo

Com o declínio das atividades ferroviárias no Brasil, muitas estações e galpões industriais nas proximidades dos eixos ferroviários foram desativados e abandonados, deixando cenários de degradação ainda presentes nos dias atuais. O entorno do corredor ferroviário que abrange os bairros da metrópole de São Paulo: Ipiranga, Mooca e Vila Prudente; e as cidades de Jundiaí e Rio Claro, no interior do estado, apresentam extensas áreas ociosas e obsoletas. Estas áreas podem ser chamadas de brownfields e normalmente estão associadas a locais onde houve cessação de atividades. Os brownfields trazem para a população impactos de ordem sócio-econômica e ambiental, representando assim, problemas no âmbito da administração pública que necessita intervir nestes espaços. Esta pesquisa objetiva auxiliar a esfera pública na tomada de decisões, identificando os brownfields presentes no entorno da linha férrea. A identificação e mapeamento dos brownfields ferroviários são muito importantes para a elaboração de propostas de readequação, devolvendo estas áreas de forma produtiva para a população, evitando o contínuo abandono e subutilização. As cidades de São Paulo, Jundiaí e Rio Claro possuem densidade e aglomerados urbanos distintos, e a análise do entorno destes eixos ferroviários permitirá um detalhamento da espacialização vista sob particularidades de cada cidade. O entorno do eixo ferroviário serão analisados mediante o levantamento de dados históricos, demográficos, socioeconômicos, ambientais, imagens aéreas e trabalhos de campo. As informações serão integradas em um ambiente SIG para a caracterização da dinâmica espaço-temporal. Na etapa de identificação dos brownfields ferroviários serão utilizados diferentes softwares de geoprocessamento e diferentes métodos de classificação, que serão comparados, buscando o software e os métodos mais adequados para este fim. Os resultados desta pesquisa poderão contribuir não somente para o reconhecimento dos brownfields ferroviários e suas potencialidades, como também para subsidiar o planejamento de intervenções para novos usos e novas dinâmicas nestes espaços, que atualmente apresentam-se como um desafio atual às políticas públicas em todas as esferas administrativas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LOURENÇO, Larissa Lucciane Volpe. Fragmentos dos trilhos na paisagem de São Paulo : os brownfields ferroviários e sua refuncionalização. 2013. 222 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Geociencias e Ciencias Exatas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.