Busca avançada
Ano de início
Entree

O que e um lar? revisao do conceito historico de nacao em paradise (1997), de toni morrison, e em rosa maria egipciaca da vera cruz (1997), de heloisa maranhao.

Processo: 09/54560-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Comparada
Pesquisador responsável:Giséle Manganelli Fernandes
Beneficiário:Marcela de Araujo Pinto
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):11/19914-7 - Definindo um lar: história compartilhada na literatura contemporânea, BE.EP.DR
Assunto(s):Literatura e história

Resumo

A pesquisa proposta neste projeto objetiva o desenvolvimento de um estudo comparativo entre o romance norte-americano Paradise, de Toni Morrison (1999), e o romance brasileiro Rosa Maria Egípcíaca da Vera Cruz, de Heloísa Maranhão (1997). Ambos resgatam histórias nacionais em panoramas abrangentes. Em Paradise, Morrison cria a trajetória de edificação de duas cidades compostas somente por afro-americanos, reconstruindo o passado das famílias que as fundaram, desde a abolição até chegar ao ponto central da narrativa, que se configura no ataque às moças que vivem em um convento vizinho a uma dessas cidades, no século XX. Em Rosa Egípcíaca, Maranhão coloca a personagem histórica Rosa Maria Egipcíaca da Vera Cruz, escrava africana do século XVIII, considerada santa e depois acusada de herege e enviada aos cárceres do Santo Ofício de Lisboa, em relação direta com a escritora-personagem, que se apresenta como narradora, e por meio delas retoma contextos históricos do século XVTI ao XX. Os dois romances revisam o conceito histórico de nação ao elaborar personagens híbridas, que empreendem jornadas em busca de um lugar para morar, em espaços inconstantes e escopos temporais seculares. A hibridez e a inconstância dos elementos narrativos que caracterizam essas jornadas problematizam a questão "o que é um lar?". O grande número de personagens em cada romance e o período de ação dessas personagens, em séculos, indica a preocupação em atribuir ao termo "lar" um sentido, mais amplo, de pátria. Essas narrativas estimulam o debate sobre o passado e sobre o processo de conhecimento do passado, responsáveis pela construção da idéia de nação fornecedora das representações que nos informam quem somos ao nos apresentar uma identidade nacional. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PINTO, Marcela de Araujo. O que é um lar? Revisão do conceito histórico de nação em Paradise (1997), de Toni Morrison, e em Rosa Maria Egipcíaca da Vera Cruz (1997), de Heloisa Maranhão. 2014. 180 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.