Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da variabilidade genética e expressão de HPV em papilomatose de laringe

Processo: 10/00029-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2010
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Paula Rahal
Beneficiário:Caroline Measso Do Bonfim
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Infecções por Papillomavirus   Virologia   Variação genética

Resumo

A papilomatose respiratória recorrente (PRR) é a formação de papilomas, que são tumores benignos mais comuns na infância. Ela resulta da infecção do trato respiratório superior pelo Papilomavírus Humano (HPV). Essas alterações patológicas da mucosa têm uma alta taxa de recorrência de modo que seu tratamento muitas vezes requer múltiplos procedimentos. O Papilomavírus Humano (HPV) constitui um grupo de vírus de ácido desoxirribonucléico (DNA) do qual já foram identificados mais de 100 tipos de HPV que podem ser divididos em tipos de baixo risco (por exemplo, o HPV-6 e -11) que causam lesões que geralmente permanecem benignos, e tipos de alto risco (por exemplo, o HPV-16 e -18) que podem progredir para câncer. O sucesso da replicação do papilomavírus depende da interação de fatores celulares do hospedeiro com a região LCR do genoma do HPV, dando início à transcrição dos genes virais E6 e E7, cujas proteínas interferem nas vias de regulação do ciclo celular. Tem sido predito que substituições nucleotídicas específicas na região LCR estejam relacionadas com diferenças no potencial de malignidade entre os diferentes variantes de HPV. Desta forma, este projeto propõe ampliar o conhecimento sobre a variabilidade genética dos tipos de HPV de alto e baixo risco oncogênico encontrados em papilomas de laringe, além de verificar a possível implicação que as variações nucleotídicas na região LCR podem ter sobre a atividade transcricional dos variantes de HPV. Outro objetivo desse estudo é observar a variabilidade genética do gene E6 e verificar se variações nucleotídicas nesse gene resultam em substituições de aminoácidos conservativas ou não.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DO BONFIM, CAROLINE MEASSO; SOBRINHO, JOAO SIMAO; NOGUEIRA, RODRIGO LACERDA; KUPPER, DANIEL SALGADO; PEREIRA VALERA, FABIANA CARDOSO; NOGUEIRA, MAURCIO LACERDA; VILLA, LUISA LINA; RAHAL, PAULA; SICHERO, LAURA. Differences in Transcriptional Activity of Human Papillomavirus Type 6 Molecular Variants in Recurrent Respiratory Papillomatosis. PLoS One, v. 10, n. 7 JUL 7 2015. Citações Web of Science: 6.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BONFIM, Caroline Measso Do. Análise da variabilidade genética e expressão de HPV em papilomatose de laringe. 2014. 77 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociencias, Letras e Ciencias Exatas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.