Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação entre oclusão, morfologia craniofacial, performance mastigatória e disfunção orofacial em crianças e adolescentes

Processo: 10/01313-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Paula Midori Castelo Ferrua
Beneficiário:Maria Carolina Salomé Marquezin
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Oclusão dentária   Síndrome da disfunção da articulação temporomandibular   Fisiologia oral   Cefalometria   Mastigação

Resumo

O conhecimento das influências funcionais, ambientais e genéticas sobre o crescimento e desenvolvimento craniofacial é abrangente e difícil de quantificar. Sabe-se que a oclusão é fator de grande importância no desenvolvimento de suas estruturas e, para que haja normalidade em seu crescimento, é necessário buscar o adequado desenvolvimento morfológico associado ao desenvolvimento funcional. A mastigação é uma das funções do sistema estomatognático que, quando adequada, proporciona estímulo para o desenvolvimento adequado dos maxilares e estruturas relacionadas. As disfunções orofaciais, quando presentes, podem limitar ou mesmo incapacitar as atividades fisiológicas do indivíduo. Por meio da determinação da performance mastigatória individual e da morfologia oclusal e craniofacial, pode-se obter a informação quantitativa e qualitativa de sua capacidade funcional, bem como o diagnóstico de alterações estruturais. Sendo assim, este estudo tem o objetivo de avaliar a oclusão, morfologia craniofacial, força de mordida e performance mastigatória em crianças e adolescentes e sua relação com disfunções orofaciais. Para tanto, será selecionada uma amostra de 300 crianças e adolescentes, de ambos os gêneros, de escolas das redes pública e privada de Piracicaba (SP), divididas em três grupos: crianças do ensino fundamental (2º/3º anos), adolescentes do ensino fundamental (8º/9º anos) e adolescentes do ensino médio (10º/12º anos). A oclusão será avaliada pelo IOTN (Índice de Necessidade de Tratamento Ortodôntico) e as disfunções orofaciais por meio do instrumento The Nordic Orofacial Test Screnning (NOT-S) traduzido e validado para o português. A morfologia craniofacial será avaliada por análise cefalométrica em norma lateral e frontal. Os resultados serão analisados por meio de estatística descritiva e teste de normalidade D'Agostino-Pearson. Por meio de teste de correlação (Pearson ou Spearman), teste "t" Student não-pareado e Análise de Variância um critério (Tukey/Dunn pós-teste) serão verificadas a correlação entre as variáveis e da diferença entre os grupos, respectivamente. Ainda, por meio de regressão logística múltipla, serão verificados os fatores de risco para a presença de disfunção orofacial (±=0,05).

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARQUEZIN, M. C. S.; GAVIAO, M. B. D.; ALONSO, M. B. C. C.; RAMIREZ-SOTELO, L. R.; HAITER-NETO, F.; CASTELO, P. M. Relationship between orofacial function, dentofacial morphology, and bite force in young subjects. ORAL DISEASES, v. 20, n. 6, p. 567-573, SEP 2014. Citações Web of Science: 4.
SALOME MARQUEZIN, MARIA CAROLINA; KOBAYASHI, FERNANDA YUKIE; MARANGONI MONTES, ANA BHEATRIZ; DUARTE GAVIDO, MARIA BEATRIZ; CASTELO, PAULA MIDORI. Assessment of masticatory performance, bite force, orthodontic treatment need and orofacial dysfunction in children and adolescents. ARCHIVES OF ORAL BIOLOGY, v. 58, n. 3, p. 286-292, MAR 2013. Citações Web of Science: 24.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARQUEZIN, Maria Carolina Salomé. Avaliação da disfunção orofacial, performance mastigatória, oclusão e morfologia craniofacial em crianças e adolescentes. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Odontologia de Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.