Busca avançada
Ano de início
Entree

Distribuição espaço-temporal de Olivella minuta (link, 1807) (Mollusca, Gastropoda, Olividae) na zona entremarés da Baía do Araçá, São Sebastião litoral norte do Estado de São Paulo

Processo: 10/01426-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 30 de junho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Alexander Turra
Beneficiário:Rita Monteiro Camargo
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Olivella minuta

Resumo

Os gastrópodes constituem um dos grupos mais conspícuos em praias arenosas protegidas. O olivídeo Olivella minuta apresenta ampla distribuição ao longo da costa brasileira e é uma espécie comum em praias protegidas da Baía de Caraguatatuba e do Canal de São Sebastião, sendo particularmente abundante na Baía do Araçá. Entretanto, estudos sobre aspectos da ecologia dessa espécie são escassos bem como das espécies da comunidade da macrofauna da Baía do Araçá, área frequentemente afetada por impactos antrópicos locais, tais como poluição orgânica, derramamento de petróleo, exploração dos recursos naturais e remobilização e alteração do sedimento. O presente projeto visa caracterizar a distribuição espacial de O. minuta relacionando a sua abundância à características do sedimento (granulometria, grau de seleção e teor de carbonato de cálcio e de matéria orgânica no sedimento) que se mostra bastante heterogêneo na área de estudo, e à fatores bióticos (presença/ausência e abundância das demais espécies da comunidade macrobentônica). Objetiva-se ainda caracterizar a distribuição desse gastrópode em microescala, verificando se existe diferença na abundância dos indivíduos dentro e fora de poças de marés presentes no baixio dessa área. A variação temporal da abundância de O. minuta será também analisada ao longo de um ciclo anual. Para a coleta da distribuição espacial em mesoescala, 16 estações de amostragem serão determinadas ao longo da zona entremarés. Em cada estação, oito amostras biológicas serão obtidas aleatoriamente com um quadrado delimitador de 0,50 m de lado, sendo o sedimento escavado a 5 cm de profundidade, ensacado e posteriormente lavado em peneiras de 0,5 e 1,0 mm. Todos os organismos da macrofauna coletados serão identificados e quantificados. Em cada ponto de coleta três amostras de sedimento serão obtidas para a análise sedimentológica. A amostragem da microdistribuição de O. minuta consistirá na obtenção de 100 amostras biológicas, 50 dentro das poças e 50 fora das poças de maré, utilizando um cilindro de 15 cm de diâmetro. A amostragem para a análise da variação temporal da abundância de O. minuta será realizada ao longo de um ano com base em 5 transectos perpendiculares à linha d'água dispostos aleatoriamente ao longo da zona entremarés da baía do Araçá.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PETRACCO, MARCELO; CAMARGO, RITA MONTEIRO; TARDELLI, DANIEL TEIXEIRA; TURRA, ALEXANDER. Population biology of the gastropod Olivella minuta (Gastropoda, Olividae) on two sheltered beaches in southeastern Brazil. ESTUARINE COASTAL AND SHELF SCIENCE, v. 150, n. A, SI, p. 149-156, OCT 5 2014. Citações Web of Science: 14.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CAMARGO, Rita Monteiro. Distribuição espaço-temporal de Olivella minuta (LNK,1807) (Mollusca, Gastropoda, Olividae) na zona entremarés da Baía do Araçá, litoral norte do Estado de São Paulo. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto Oceanográfico São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.