Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação toxicogenética e ecotoxicológica de corantes têxteis

Processo: 10/01487-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Danielle Palma de Oliveira
Beneficiário:Gisele Augusto Rodrigues de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/10449-7 - Avaliação da ocorrência, toxicidade/genotoxicidade e processos para degradação de corantes em efluentes e águas superficiais, AP.TEM
Assunto(s):Genotoxicidade   Ecotoxicidade   Citotoxicidade   Toxicologia   Testes de mutagenicidade

Resumo

O tingimento de tecidos começou há milhares de anos e a disponibilidade comercial de corantes é enorme e crescente. A indústria têxtil brasileira desempenha um papel de inquestionável importância, destacando-se entre as principais atividades econômicas do país. O processo de tingimento é um dos fatores fundamentais no sucesso comercial dos produtos têxteis, uma vez que o consumidor exige cores resistentes à exposição ao calor, à luz, à transpiração e às lavagens. Segundo a literatura, condições de transpiração intensa contribuem para uma alta taxa de migração e subseqüente penetração de corantes têxteis para a pele humana. Este fato é relevante, já que a exposição dos humanos a esta classe de compostos é extremamente alta, considerando a imensa quantidade de produtos coloridos utilizados rotineiramente pela população. Além disso, 10 a 50% desses compostos permanecem no banho de tingimento e são descartados nos efluentes industriais, contaminando o ambiente, juntamente com outras substâncias adicionadas durante o processo de tingimento dos tecidos. A molécula dos corantes se divide em duas partes principais, o grupamento cromóforo, responsável pela cor e o grupo responsável pela fixação à fibra. Dessa forma, este projeto propõe avaliar os efeitos toxicogenéticos do produto de extração de fibras tingidas com o corante Direct Black 38, utilizando suor sintético como extrator. Para tanto, estão sendo utilizados os ensaios de mutagenicidade com Salmonella, cometa e indução de morte celular em fibroblastos e queratinócitos de pele humana. Além disso, de setembro a dezembro de 2011, foi realizado um estágio no Parc Científic de Barcelona, onde se avaliou a ecotoxicidade dos corantes Direct Black 38 e Reactive Blue 15, por meio de ensaios com sementes, dapnhias, minhocas e zebrafish.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RODRIGUES DE OLIVEIRA, GISELE AUGUSTO; MORAIS LEME, DANIELA; DE LAPUENTE, JOAQUIN; BRITO, LARA BARROSO; PORREDON, CONSTANCA; RODRIGUES, LAIS DE BRITO; BRULL, NATALIA; SERRET, JOAN TXU; BORRAS, MIQUEL; DISNER, GEONILDO RODRIGO; CESTARI, MARTA MARGARETE; DE OLIVEIRA, DANIELLE PALMA. A test battery for assessing the ecotoxic effects of textile dyes. Chemico-Biological Interactions, v. 291, p. 171-179, AUG 1 2018. Citações Web of Science: 12.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
OLIVEIRA, Gisele Augusto Rodrigues de. Avaliação toxicogenética e ecotoxicológica de corantes têxteis. 2013. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.