Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das atividades fungicida e fungistática de fotossensibilizadores fenotiazínicos e cumarínicos em Aspergillus nidulans, Colletotrichum gloesporioides, Colletotrichum acutatum e Sclerotinia sclerotiorum

Processo: 10/01712-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Gilberto Úbida Leite Braga
Beneficiário:Henrique Dantas de Menezes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Sclerotinia sclerotiorum   Aspergillus nidulans

Resumo

O surgimento de fungos resistentes aos fungicidas atualmente utilizados e a emergência de novas espécies de fungos patogênicos tornam extremamente necessários a identificação e o desenvolvimento de fungicidas com mecanismos de ação diferentes dos já existentes. A inativação fotodinâmica de microrganismos (IFDA) é uma alternativa promissora à utilização de fungicidas convencionais e pode ser utilizada tanto para controlar micoses localizadas como para eliminar espécies patogênicas do ambiente. O processo envolve a utilização de um fotossensibilizador (FS) que se acumula preferencialmente nas células-alvo e que pode ser ativado por exposições à luz visível com comprimentos de onda apropriados. A ativação do FS induz a formação de espécies reativas de oxigênio que são capazes de danificar virtualmente todas as biomoléculas, provocando a morte da célula microbiana. O uso de FS para matar estruturas fúngicas, como conídios e hifas, e para o tratamento de micoses é uma aplicação recente e promissora da IFDA. FS do grupo dos fenotiazínicos, como o azul de metileno (MB) e o azul de toluidina (TB), do grupo das ftalocianinas e do grupo das hematoporfirinas têm sido utilizados para matar leveduras e fungos filamentosos. Os objetivos principais deste trabalho são: (1) avaliar as atividades fungicida e fungistática de fotossensibilizadores dos grupos das fenotiazinas e das cumarinas em conídios, ascósporos e micélios dos ascomicetos-modelo Aspergillus nidulans e Sclerotinia sclerotiorum; (2) determinar os parâmetros ótimos (concentração do FS, tempo de pré-incubação com o FS, fonte de luz) para a fotossensibilização das diferentes espécies e estruturas e (3) estudar as interações dos fotossensibilizadores com as estruturas fúngicas durante a fotossensibilização (determinar se ocorre a ligação do FS com a superfície celular, se o FS entra na célula, e, nesse caso, determinar a localização subcelular do fotossensibilizador antes e durante a fotossensibilização).

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MENEZES, Henrique Dantas de. Inativação fotodinâmica de conídios dos fungos Aspergillus nidulans, Colletotrichum acutatum e Colletotrichum gloeosporioides com fotossensibilizadores fenotiazínicos e cumarínicos. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.