Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da atividade de CD100 na modulação da ativação de macrófagos e sua infectividade por Leishmania (Leishmania) amazonensis

Processo: 10/02235-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Beatriz Simonsen Stolf
Beneficiário:Mariana Kolos Galuppo
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Leishmania mexicana   Ativação de macrófagos   Leishmaniose

Resumo

A leishmaniose é causada por protozoários tripanosomatídeos do gênero Leishmania, que infectam principalmente macrófagos. A doença pode se apresentar nas formas cutânea, mucocutânea e visceral, e 350 milhões pessoas no mundo estão em área de risco de infecção. Diversos fatores influenciam a forma e a severidade da doença, sendo a espécie de Leishmania e a resposta imune do hospedeiro os principais deles. Modelos de animais infectados suscetíveis e resistentes a Leishmania mostram como o sistema imune de hospedeiros com diferentes perfis afetam a sobrevida do parasita. Considerando a importância do perfil do macrófago na infecção por Leishmania e o potencial papel de CD100 na modulação da ativação do macrófago, postulamos que essa molécula pode afetar a infectividade dessa célula por este parasita. CD100 reduz a expressão de citocinas inflamatórias em monócitos e é induzida em macrófagos por estimulos inflamatórios. Com base nessas informações, o objetivo do trabalho é analisar o efeito de CD100 sobre macrófagos em termos de seu perfil de ativação e sua infectividade por Leishmania amazonensis.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GALUPPO, Mariana Kolos. Análise da atividade de CD100 na modulação da ativação de macrófagos e sua infectividade por Leishmania (Leishmania) amazonensis.. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.