Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação clínica e expressão de fatores de crescimento TGF-beta, PDGF e EGF no filme lacrimal de cães com úlceras de córnea profundas, tratados com transplante de membrana amniótica canina criopreservada em associação ou não com transplante de limbo

Processo: 10/02816-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Alexandre Lima de Andrade
Beneficiário:Gabriel Thadeu Nogueira Martins Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Cães   Transplantes   Âmnio   Doenças da córnea   Oftalmologia veterinária   Fatores de crescimento

Resumo

Em cães, as úlceras de córnea profundas graves ou complicadas, requerem tratamento emergencial cirúrgico, pois os mesmos permitem um suporte mecânico à lesões, diminuindo os riscos de perfuração corneal. Atualmente, os transplantes de membranas biológicas e de limbo são alternativas utilizadas, principalmente, nos casos severos de deficiência das células germinativas. Desta forma, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a cicatrização corneal de cães tratados com transplante membrana amniótica canina associada ou não ao transplante de limbo em comparação a técnica convencional de recobrimento conjuntival 360º. Serão avaliados os aspectos clínicos quanto ao conforto oftálmico, sinais de inflamação, fatores relacionados a transparência corneal e sinais de extrusão dos transplantes. Ainda, serão mensurados os fatores de crescimento (PDGF, TGF-beta e EGF) presentes no filme lacrimal durante o processo cicatricial da córnea por E.L.I.S.A quantitativo. Os cães obtidos da rotina clínica serão distribuídos aleatoriamente em três grupos experimentais (n=5). Os cães, adjuntoriamente, a terapia clínica convencional a base de colírios, serão divididos: Grupo I tratados com transplante de limbo esclero-corneal autógeno contralateral associado à membrana amniótica; os do Grupo II com transplante de membrana amniótica criopreservada e os do Grupo III com recobrimento conjuntival 360º. As avaliações clínicas e a obtenção do filme lacrimal serão realizadas na primeira consulta, na data da cirurgia e aos dias 3, 7, 15 e 30 dias de pós-operatório. Para avaliação dos resultados serão empregados o ANOVA com medidas repetidas, teste de Tukey, teste de Friedman pós teste de Dunn e o teste de Mann-whitney com um nível de significância de 5%, empregando-se o programa SAS.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FERREIRA, Gabriel Thadeu Nogueira Martins. Implante da membrana amniótica criopreservada em associação ou não com transplante de limbo no tratamento de úlceras profundas de córnea em cães. 2012. 79 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina Veterinária Araçatuba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.