Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do efeito da desnutrição intra-uterina na resposta vasodilatadora e contrátil mediada pelo no e pelo EDHF com o estabelecimento da importância da comunicação via junções gap: um estudo em leito renal

Processo: 10/02860-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Maria Do Carmo Pinho Franco
Beneficiário:Beatriz Felice Ponzio
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Junções Gap   Pressão sanguínea   Reatividade cardiovascular   Artéria renal

Resumo

A desnutrição materna é um dos fatores, dentre outros, que pode desencadear na prole uma série de eventos levando ao desenvolvimento da hipertensão arterial. De fato, alterações estruturais, metabólicas e vasculares programadas in utero podem contribuir para o desenvolvimento tardio dessa enfermidade. Estudos na literatura demonstraram que a desnutrição intra-uterina promove alterações permanentes na função moduladora do endotélio vascular e também no desenvolvimento renal. De fato, estudos recentes do nosso laboratório, realizados tanto em anéis de aorta isolada quanto em leito mesentérico, demonstraram que ratos Wistar desnutridos in utero apresentam diminuição da expressão e atividade da enzima óxido nítrico sintase e presença de estresse oxidativo. Além disso, também demonstramos que esses animais apresentam desenvolvimento anormal do rim, caracterizado por nefrogênese irregular que pode comprometer, em longo prazo, as funções renais. Considerando o fato de que a desnutrição intra-uterina está associada a alterações renais e vasculares, e que ainda não foram realizados estudos que avaliassem as possíveis modificações ocorridas no desenvolvimento da vasculatura renal em resposta aos efeitos deletérios da desnutrição intra-uterina, principalmente, no que se concerne ao prejuízo na função vascular. O presente projeto propõe avaliar tanto a resistência vascular do leito renal quanto a vasodilatação e a vasoconstrição mediada pelo endotélio em artéria renal, com ênfase no estabelecimento do papel do NO e do EDHF na vasodilatação e vasoconstrição dependente de endotélio. Paralelamente, iremos também avaliar o estado funcional das junções gap e verificar se essas junções mioendoteliais podem contribuir para o controle da resposta vascular renal nos animais desnutridos in utero.