Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito dos compostos fenólicos de frutas nativas brasileiras na glicemia pós-prandial

Processo: 10/03393-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2010
Vigência (Término): 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:MARIA INES GENOVESE RODRIGUEZ
Beneficiário:Diully Mata Balisteiro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Alimentos funcionais   Compostos fenólicos

Resumo

Algumas frutas nativas brasileiras podem ser consideradas excelentes fontes de compostos bioativos de natureza fenólica. Destacamos, dentre elas, o cambuci, o açaí, o camu-camu, a cagaita, algumas espécies de maracujá silvestres e a jabuticaba. Alguns destes compostos são capazes de inibir as enzimas do metabolismo de carboidratos in vitro. A inibição das enzimas a-amilase e a-glicosidase retarda e prolonga o tempo de digestão de carboidratos reduzindo, assim, a proporção de glicose absorvida e, conseqüentemente, o aumento brusco de glicose pós-prandial no plasma. Os objetivos deste trabalho são avaliar o efeito de sucos clarificados de frutas nativas brasileiras sobre a glicemia pós-prandial em seres humanos, após consumo de 25 g de carboidratos disponíveis provenientes de pão branco (aproximadamente 1 pão francês de 50 g), e estudar o efeito dos compostos fenólicos purificados a partir dos sucos que apresentarem redução da resposta glicêmica, sobre as enzimas a-amilase e a-glicosidase "in vitro".

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)