Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da lama vermelha ativada por tratamento químico e térmico como meio adsorvedor de corantes têxteis

Processo: 10/03459-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Maria Lúcia Pereira Antunes
Beneficiário:Kelli Cristina de Souza
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental de Sorocaba. Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Lama vermelha

Resumo

A revolução industrial, apesar de trazer grandes benefícios à sociedade, trouxe também a poluição das águas, do ar e dos solos. Devido às dimensões catastróficas que os problemas ambientais, ocasionados pela ação antrópica, têm atingido, as indústrias têm sido obrigadas a se adaptar a um novo modo de produção que deve ter como premissa o desenvolvimento sustentável. Nesse contexto, pode-se destacar a indústria têxtil, um dos segmentos industriais mais tradicionais, como uma atividade de elevado potencial poluidor. Essa indústria caracteriza-se por gerar efluentes, principalmente corantes utilizados na etapa de tingimento, que levam à alteração da qualidade das águas e ocasionam efeitos danosos à fauna e à saúde humana. A adsorção é uma das técnicas que tem sido empregada com sucesso no tratamento de efluentes têxteis. Porém devido ao alto custo de alguns adsorventes convencionais como o carvão ativado, pesquisas vêm sendo direcionadas para o uso de adsorventes alternativos de baixo custo. Dentre os materiais com grande potencial adsorvedor que podem vir a ser utilizado em substituição ao carvão ativado encontra-se a lama vermelha, resíduo gerado em grande escala, no processo de fabricação de alumínio. A lama vermelha quando ativada por tratamento térmico ou químico apresenta propriedades adsortivas que podem viabilizar sua aplicação na remoção de corantes.Em vista disso, este projeto visa ativar amostras de lama vermelha por tratamento químico e químico + térmico e avaliar como as diferentes ativações das lamas podem influenciar nas propriedades de adsorção desse material para corantes têxteis. Serão obtidas as isotermas de adsorção das lamas ativas pelos diferentes processos, por espectrofotometria na região UV-visível. Para obter informações sobre os mecanismos de interação e adsorção desses meios, as isotermas serão analisadas pelos modelos de Langmuir e Freundlich. E por fim será feito um estudo comparativo da capacidade de adsorção das lamas ativadas por tratamento químico e químico + térmico, contribuindo com soluções para os problemas ambientais relacionados ao tratamento de efluentes têxteis e reutilização do resíduo lama vermelha.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE SOUZA, KELLI CRISTINA; PEREIRA ANTUNES, MARIA LUCIA; COUPERTHWAITE, SARA JANE; DA CONCEICAO, FABIANO TOMAZINI; DE BARROS, THALITA RANGUERI; FROST, RAY. Adsorption of reactive dye on seawater-neutralised bauxite refinery residue. Journal of Colloid and Interface Science, v. 396, p. 210-214, APR 15 2013. Citações Web of Science: 19.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SOUZA, Kelli Cristina de. Estudo da adsorção do corante reativo blue 19 por lama vermelha ativada por tratamento químico e térmico. 2012. 98 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Engenharia (Campus de Bauru). Bauru.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.