Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de agentes antibacterianos na dentina desmineralizada e contaminada por S. mutans: análises biológica, morfológica e degradação da interface de união

Processo: 10/50414-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de maio de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Regina Maria Puppin Rontani
Beneficiário:Éfani Caroline de Freitas Banzi
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Dentina   Adesivos dentinários   Resistência de união (odontologia)   Desmineralização do dente   Streptococcus mutans   Anti-infecciosos   Clorexidina

Resumo

Os objetivos deste trabalho serão avaliar na superfície dentinária contaminada por S. mutans: se o efeito antibacteriano do agente de união é semelhante ao uso de clorexidina quanto à inibição do crescimento bacteriano ao longo do tempo, 60 minutos (fase 1), se o uso da clorexidina e MDPB influenciam a penetração do sistema de união, formação e preservação da camada híbrida, diminuindo a degradação interfacial para diferentes sistemas adesivos (fase 2 e 3). Para as 3 fases do estudo serão utilizados os sistemas de união Clearfil SE Bond (SE), Clearfil Protect Bond (PB), Adper Single Bond 2 (SB). Na fase 1, blocos de dentina desmineralizada e infectada com S.mutans (n=6) serão obtidos a partir de terceiros molares humanos e, aleatoriamente distribuídos de acordo com os sistemas de união que serão aplicados sobre a superfície dentinária previamente limpa ou não com clorexidina. Após os períodos de 15 min, 30 min e 1h, as dentinas serão trituradas e diluição em PBS, alíquotas serão plaqueadas em BHIA e incubadas por 24h. Em seguida, será determinado o número de Unidades Formadoras de Colônia (UFC). Na fase 2, blocos de dentina serão distribuídas: quanto ao tipo de sistema adesivo aplicado (PB, SE, SB) e limpeza ou não da superfície com clorexidina. Corante fluorescente será adicionado aos sistemas de união para observar a penetração do agente de união na dentina contaminada estas serão examinadas em microscópico confocal a laser (CLSM). Na fase 3 novas amostras serão obtidas como descrito na fase 2 e submetidas às analises de degradação interfacial através da ciclagem termomecânica e analisada a adaptação marginal e interna e também a nanoinfiltração com nitrato de prata amoniacal. Para o teste de resistência de união serão confeccionadas cavidades tronco-cônicas. E essas amostras serão avaliadas através do teste push-out. Os resultados serão submetidos aos testes estatísticos apropriados, considerando nível de significância de 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BANZI, EFANI C. F.; COSTA, ANA R.; PUPPIN-RONTANI, REGINA M.; BABU, JEGDISH; GARCIA-GODOY, FRANKLIN. Inhibitory effects of a cured antibacterial bonding system on viability and metabolic activity of oral bacteria. Dental Materials, v. 30, n. 9, p. E238-E244, SEP 2014. Citações Web of Science: 10.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BANZI, Éfani Caroline de Freitas. Avaliação de agentes antibacterianos sobre bactérias cariogênicas, resistência e degradação da união resina/dentina. 2012. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Odontologia de Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.