Busca avançada
Ano de início
Entree

Variabilidade espacial dos atributos físicos e químicos do solo e correlação com NDVI na cultura da cana-de-açúcar

Processo: 10/03935-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Teresa Cristina Tarlé Pissarra
Beneficiário:Fabricio Valentim Zanzarini
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Geoestatística   Agricultura de precisão   Sensoriamento remoto

Resumo

O Brasil aumenta a cada ano suas áreas de produção de cana-de-açúcar. É preciso, no entanto, que as áreas de plantio sejam iniciadas com tecnologias modernas que tragam não só maiores retornos financeiros ao produtor, mas também causem menores impactos no ambiente. A adoção da Agricultura de Precisão se ajusta muito bem a esses propósitos, porém exige máquinas e equipamentos específicos, além de informações precisas sobre a produtividade da cultura e as características do solo. A variabilidade espacial dos solos não tem sido devidamente tomada em consideração nos processos produtivos da agricultura. Sendo assim o objetivo desse estudo é analisar a variabilidade espacial dos atributos físicos e químicos do solo em áreas com produção de cana-de-açúcar de diferentes cortes, e correlacionar com os mapas de índices de vegetação (NDVI), para utilizar técnicas de Agricultura de Precisão. Serão obtidos os valores de resistência mecânica do solo à penetração, densidade e porosidade do solo, macro e micronutrientes nos talhões com diferentes cortes, gerados mapas de variabilidade espacial e em seguida estes mapas serão correlacionados com o NDVI. Para isso, a amostragem será realizada em pontos de uma malha georreferenciada, onde serão coletadas amostras para análise dos atributos do solo. Os dados serão avaliados por técnicas de geoestatística, que tem como idéia central, que medidas mais próximas tendem a serem mais parecidas do que valores observados em locais distantes, e assim quantificar esta correlação espacial e incorporá-la na estimação e na inferência do índice de vegetação.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ZANZARINI, Fabricio Valentim. Correlação espacial entre os atributos do solo e o índice espectral de vegetação na cultura de cana-de-açúcar. 2012. 52 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (Campus de Jaboticabal).

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.