Busca avançada
Ano de início
Entree

Dispersão Urbana no Médio Paraíba Fluminense

Processo: 10/04590-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Nestor Goulart Reis Filho
Beneficiário:Júlio Cláudio da Gama Bentes
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Urbanismo   Expansão urbana   Planejamento territorial urbano

Resumo

RESUMO DA TESENa atualidade estamos contemplando mundialmente a predominância do urbano, com mais da metade da população mundial vivendo em áreas urbanizadas. As novas formas de urbanização e de mobilidade têm assumido cada vez mais um importante papel na vida cotidiana das populações. Os processos sociais em suas múltiplas dimensões passam a se desenvolver, em grande parte, sobre novas bases territoriais e em múltiplas escalas. Observamos a conformação e evolução de sistemas urbanos complexos, que incluem formas urbanas concentradas e dispersas. O trabalho examina as formas contemporâneas de urbanização, em especial o processo de dispersão urbana em suas questões mais gerais, buscando suas origens, referências teóricas e conceituações, caracterizando-o na microrregião do Vale do Paraíba fluminense. Esse processo ocorre com a formação de áreas cuja urbanização se estende por um vasto território, com núcleos urbanos separados no espaço por vazios intersticiais, mas que mantêm vínculos estreitos entre si. Inicialmente são abordados os aspectos teórico-conceituais dos fenômenos mais amplos que formam as bases para a urbanização contemporânea e o processo de dispersão urbana. Examinam-se as relações do espaço, das formas urbanas e dos lugares com os processos de globalização e as conexões em redes físicas e informacionais. Na sequência, são tratados os antecedentes e as origens da urbanização dispersa, a partir das transformações urbanas iniciadas após a Segunda Guerra Mundial, com a percepção, evolução e desdobramentos deste processo, trazendo-se ainda exemplos internacionais e nacionais. A microrregião do Vale do Paraíba fluminense - objeto de análise empírica da tese - é estudada a partir do início de sua industrialização, nos anos 1930-1940, que teve como marco a instalação da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) pelo governo brasileiro. Essa microrregião teve forte crescimento populacional e acelerada urbanização, com o conjunto CSN-Volta Redonda polarizando a região e centralizando seu desenvolvimento. Após a privatização da CSN, em 1993, a microrregião começou a se reestruturar produtiva e espacialmente, com a instalação de novas plantas industriais, principalmente do setor automobilístico. A vinda dessas fábricas teve um efeito de atração e multiplicação das atividades comerciais, de serviços e residenciais, com alterações nos modos de vida da população. São evidenciadas as origens, motivações e desdobramentos das transformações em curso, que levaram ao processo de dispersão urbana no Vale do Paraíba fluminense. Este processo também é examinado no Vale do Paraíba paulista, comparando-se em seguida as similitudes e distinções da dispersão urbana entre os lados paulista e fluminense do Vale do Paraíba. As hipóteses desenvolvidas na tese estão relacionadas à existência e aos indutores do processo de dispersão urbana na microrregião do Vale do Paraíba fluminense, com as formas urbanas implantadas na atualidade, contrapondo-se às formas concentradas da urbanização anterior e à antiga polarização regional. Ao final do trabalho, retorna-se às hipóteses de maneira conclusiva e são ressaltadas as atuais transformações regionais, com as antigas cidades industriais tornando-se polos de comércio e serviços, enquanto outros municípios dessa microrregião se industrializam. São feitas reflexões quanto ao desenvolvimento regional, à necessidade do planejamento, à estruturação e articulação regionais, além da adoção de modos de vida metropolitanos.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BENTES, Júlio Cláudio da Gama. Dispersão urbana no médio paraíba fluminense. 2014. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.