Busca avançada
Ano de início
Entree

Treinamento auditivo formal em indivíduos pós traumatismo cranioencefálico

Processo: 10/04404-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Daniela Gil
Beneficiário:Andréa Tortosa Marangoni
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Audiologia   Plasticidade neuronal   Potenciais evocados auditivos   Traumatismos encefálicos

Resumo

Introdução: Dentre as seqüelas que podem ser encontradas em pacientes com traumatismo cranioencefálico, existem as alterações auditivas que podem ser decorrentes do comprometimento da via auditiva em nível periférico e/ou da via auditiva em nível central. Muitos indivíduos que sofreram traumatismo cranioencefálico podem apresentar distúrbio do processamento auditivo, o qual pode ser identificado com avaliações eletrofisiológicas e testes comportamentais que avaliam a função auditiva central. Este distúrbio auditivo acarreta em disfunção específica dos processos auditivos, mas também pode estar associado a déficits de linguagem, memória, atenção, entre outros, sendo de grande importância a realização de um programa de reabilitação auditiva. Objetivo: Verificar os efeitos de um programa de treinamento auditivo formal nas habilidades auditivas de indivíduos pós traumatismo cranioencefálico. Método: O estudo será realizado com 10 indivíduos audiologicamente normais entre 12 e 55 anos que sofreram traumatismo cranioencefálico com exame de imagem evidenciando lesão axional difusa com ou sem lesão focal associada. Serão submetidos a: audiometria tonal liminar, logoaudiometria (SRT e IPRF), medidas de imitância acústica (timpanometria e pesquisa dos reflexos acústicos), potencial evocado auditivo de tronco encefálico (PEATE), potencial evocado auditivo de longa latência (P300), avaliação comportamental do processamento auditivo e treinamento auditivo formal. O treinamento auditivo formal será realizado em oito sessões com duração de 45 minutos cada e serão treinadas as habilidades auditivas de fechamento, figura-fundo e processamento temporal. Antes e após o programa de treinamento auditivo, os indivíduos serão avaliados e reavaliados auditivamente do ponto de vista comportamental e eletrofisiológico. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.