Busca avançada
Ano de início
Entree

Inquérito soro-epidemiológico e pesquisa diagnóstica para Flavivírus causadores de encefalite

Processo: 10/04437-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Luiz Tadeu Moraes Figueiredo
Beneficiário:Vinicius Pinho dos Reis
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Flavivirus   ELISA   Virologia médica

Resumo

Os vírus da família Flaviridae e pertencentes ao gênero Flavivirus são arbovírus de grande importância em saúde pública, com altas taxas de morbidade e mortalidade em países tropicais. No Brasil é descrita a ocorrência de 11 flavivirus, sendo que 6 destes estão filogeneticamente relacionados ao Complexo antigênico Encefalite Japonesa, responsável por infecções que podem acometer o sistema nervoso central causando encefalite. Dentre eles, destacam-se o vírus da Encefalite de Saint Louis (SLEV), recentemente isolado no estado de São Paulo e o vírus Rocio (ROCV), que foi responsável por um importante surto epidêmico no Vale do Ribeira, na década de 70. Além disso, outro vírus deste complexo que merece atenção é o West Nile (WNV), que foi recentemente introduzido nos Estados Unidos, tendo se espalhado por toda a América do Norte e migrado rumo sul, já ocorrendo evidências sorológicas da presença deste patógeno na Colômbia e mais recentemente foi isolado do cérebro de cavalos, o que aumenta o risco de sua introdução no Brasil. A provável introdução do WNV e a re-emergência das infecções causadas pelo SLEV e ROCV sustentam a realização de estudos epidemiológicos e moleculares destes vírus visando à prevenção de futuras epidemias. A vigilância epidemiológica através de inquérito soro-epidemiológico, nos possibilita avaliar os níveis de anticorpos para estes Flavivírus, além de determinar a sua circulação na população brasileira. Assim polipeptídeos específicos produzidos por nosso grupo (processo Fapesp nº: 2006/01179-0) serão utilizados nos ensaios imunoenzimáticos já padronizados para detecção dos níveis de anticorpos em amostras séricas provenientes do banco de soro do CPV. Além disto, a pesquisa diagnóstica para WNV por RT-PCR em amostras de liquor de pacientes com encefalite, proveniente do HC-FMRP, complementará o diagnóstico médico, ao mesmo tempo que permitirá realizar vigilância epidemiológica para WNV. Desta forma, a realização deste trabalho através do inquérito soro-epidemiológico permitirá avaliar a circulação destes vírus, os quais podem estar causando doença em humanos, porém não sendo corretamente diagnosticados, quando cursam os quadros de encefalite.PALAVRA-CHAVE: ROCIO, WEST NILE, ENCEFALITE DE SAINT LOUIS,ELISA,FLAVIVÍRUS

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.