Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise dò sistema dè produção e da sustentabilidade dè agricultores familiares dè base ecológica N‚O Município de Rio Claro (SP)

Processo: 10/04630-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2010
Vigência (Término): 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Extensão Rural
Pesquisador responsável:Andréa Eloisa Bueno Pimentel
Beneficiário:Rafaela Aparecida da Silva
Instituição-sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Assunto(s):Agricultura sustentável

Resumo

Além da geração de trabalho, renda e produção de alimentos, a propriedade agrícola familiar pode ter um importante papel para a sustentabilidade ambiental em uma dada localidade, em especial em propriedade de base ecológica. Este trabalho tem como objetivo principal analisar os sistemas de produção e o grau de sustentabilidade ambiental e econômico de propriedades familiares de base ecológica presentes no município de Rio Claro (SP). A análise dos sistemas de produção é relevante para identificar se a propriedade efetivamente é de base ecológica, ou seja, uso de adubação orgânica e não uso de pesticidas sintéticos, dentre outros fatores. Para a análise da sustentabilidade ambiental e econômica serão utilizados indicadores de sustentabilidade, a serem construídos com base no perfil da localidade, mas tendo como parâmetro o conceito de agricultura de base ecológica e indicadores já aplicados em outras pesquisas. Além da coleta de dados secundários sobre o município e os produtores, serão identificados produtores que a priori produzem de forma ecológica. Estes serão entrevistados a partir de um roteiro semi-estruturado. Após esta pesquisa prévia com agricultores será elaborado um conjunto de indicadores de sustentabilidade que serão aplicados junto a esses agricultores a fim de verificar seu grau de sustentabilidade ambiental e econômico. Parte-se do pressuposto de que a agricultura de base ecológica é sustentável ambientalmente, à medida em que utiliza adubos orgânicos e não utiliza pesticidas sintéticos, gerando menos externalidades negativas e economicamente, quando consegue se reproduzir. E que seu grau de sustentabilidade ambiental e econômica varia conforme o volume, tipos de insumos e formas de aquisição destes, características da mão-de-obra utilizada e grau de relação com o mercado comprador, dentre outros. E isso pode ser mensurado pelos indicadores.