Busca avançada
Ano de início
Entree

Memória e imaginação nos romances de Antônio Torres: a constituição do eu na fronteira entre o sertão e a cidade

Processo: 10/05456-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Pesquisador responsável:Sérgio Vicente Motta
Beneficiário:Rogério Gustavo Gonçalves
Instituição Sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Pós-modernismo   Teoria literária
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Antônio Torres | Espaço | memorialismo ficcional | Pós-Modernismo | Tempo | Teoria Literária

Resumo

Este projeto propõe um estudo comparado dos romances "Essa terra" (1976), "O cachorro e o lobo" (1997) e "Pelo fundo da agulha" (2006), de Antônio Torres. Tomando os elementos memorialístico e imaginário como objeto de análise, verificaremos o modo como o narrador os articula no enredo dos três romances. Nestes, a ação desenvolve-se, predominantemente, no interior do pensamento dos narradores-personagens, onde o tempo e o espaço são subjetivados, apresentando-se como categorias fragmentadas. Analisaremos as peculiaridades quanto à estrutura narrativa, atentando para os procedimentos utilizados para exprimir a temporalidade e a espacialidade na constituição da memória e da imaginação criadora nos romances, procurando estabelecer uma inter-relação desses aspectos com a temática abordada. A análise do desenvolvimento espaço-temporal também visa acompanhar os personagens-narradores em sua representação psicológica, assim como evidenciar em que medida os elementos que constituem o memorialismo ficcional nas três narrativas aproximam-se da estética pós-moderna. Interpretamos a representação da memória e da imaginação dos narradores, por recorrer aos mesmos temas - o universo do homem desenraizado no ambiente opressivo da cidade grande contemporânea -, como uma tentativa do escritor de recuperar a identidade do emigrante nordestino. Optando pela narrativa psicossociológica, ele faz dos aspectos sociais e culturais da cidade, em contraste com os do sertão, matéria principal de suas tramas, estabelecendo uma interdependência entre o homem e o espaço. Considerando os aspectos formais e temáticos a serem explorados, o objetivo do trabalho é averiguar como as manifestações estéticas da modernidade são caracterizadoras do estado de crise constante que permeia a literatura de Antônio Torres, manifestado por seus narradores, cujo comportamento revela os conflitos do homem contemporâneo em meio à relativização generalizada de valores e princípios. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GONÇALVES, Rogério Gustavo. O percurso da memória nos romances de Antônio Torres: a constituição do eu na fronteira entre o sertão e a cidade. 2014. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas. São José do Rio Preto São José do Rio Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.