Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação morfoquantitativa das expressões do IGF-I, insulina e de seus receptores na polpa dentária e no epitélio juncional de Ratos Wistar na fase púbere, submetidos à subnutrição proteica pré e pós-natal e a renutrição pós-natal

Processo: 10/04845-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Pesquisador responsável:Edson Aparecido Liberti
Beneficiário:Aline Gonçalves
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Polpa dentária   Desnutrição   Periodonto   Insulina

Resumo

Fatores nutricionais e metabólicos são capazes de comprometer o desenvolvimento pleno dos tecidos dentários, especialmente quando impingidos em períodos críticos. Estudos mostram que aspectos derivados da desnutrição precoce e também tardia, bem como a atividade da insulina e de IGF1, relacionam-se com algumas patologias e apontam, em sua maioria, caráter permanente em alto grau, se não imediato, prospectivo e comprometedor da performance morfológica e funcional dos tecidos. Desta maneira, o presente estudo tem por objetivo reconhecer os efeitos da desnutrição protéica pré e pós-natal e da renutrição pós-natal, sobre o crescimento da polpa dentária e do epitélio juncional do tecido periodontal, relacionando-a a atividade da insulina e do IGF1, visando encontrar uma possível correspondência entre as alterações metabólicas e morfofuncionais encontradas em estudo prévio (IC FAPESP 08/52443-5) com a atividade desses importantes hormônios sobre tais tecidos, nas fases púbere e adulta. Para tanto, os grupos experimentais serão formados por animais heterogênicos (n=5) de acordo com a ração oferecida, protéica ou hipoprotéica, e com as respectivas idades, nos grupos N, D (nutridos e desnutridos aos 60 dias de vida, fase na qual o período púbere é finito), R (renutridos a partir de 21 até alcançarem 60 dias de vida), NN (nutridos até 100 dias de vida) e RR (renutridos desde o desmame até alcançarem 100 dias de vida). Após a eutanásia, os espécimes obtidos serão processados para análise sob microscopia de luz, e os cortes frontais obtidos serão submetidos ao estudo imunohistoquímico para a identificação do IGF1, insulina e respectivos receptores. As células imunorreativas serão quantificadas e os resultados serão submetidos à análise estatística.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.