Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção e identificação de genes de ESBLs em Salmonella e Escherichia coli isoladas de carnes de frango, suína e bovina destinadas ao consumo humano

Processo: 10/04861-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 30 de junho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Mara Corrêa Lelles Nogueira
Beneficiário:Tiago Casella
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Salmonella   Farmacorresistência bacteriana   Microbiologia de alimentos   Escherichia coli

Resumo

O tratamento das infecções bacterianas é frequentemente uma tarefa complicada pelo aparecimento e a constante evolução das bactérias resistentes aos antibióticos disponíveis comercialmente. A resistência aos antimicrobianos é hoje um dos maiores problemas de saúde pública no mundo, afetando pacientes hospitalizados e pessoas na comunidade, com limitado ou nenhum contato com instituições de saúde. O uso indiscriminado de antimicrobianos em medicina humana e veterinária, e como promotores de crescimento de animais de produção são reconhecidos como fatores que contribuem para a disseminação e o constante aumento das taxas de resistência em bactérias patogênicas para humanos e animais. A resistência a diversos antimicrobianos têm sido detectada em bactérias isoladas a partir de animais de produção, como aves, suínos e bovinos, e em seus sub-produtos destinados ao consumo humano. Evidências microbiológicas e clínicas acumuladas até o momento reforçam a associação entre o uso de antibióticos na produção animal e o aumento da prevalência de bactérias resistentes na população humana, pois os alimentos de origem animal podem atuar como reservatórios de bactérias e genes de resistência. Atualmente, diversos países têm procurado regulamentar a utilização de antibióticos na terapêutica humana e veterinária, e no manejo de animais de produção. Além disso, existe uma recomendação internacional para que agências reguladoras de todos os países considerem dados sobre a ecologia da resistência a antimicrobianos ao avaliar o risco para a saúde humana provocado pela utilização de antimicrobianos na agricultura e veterinária, e que programas de pesquisa para a resistência antimicrobiana sejam expandidos. A adesão a estas práticas é de grande interesse para o Brazil, pois envolve além dos importantes aspectos de saúde pública, questões comerciais, já que o país é um dos maiores exportadores de carnes do mundo. Entretanto, existem poucos estudos sobre a ocorrência e prevalência dos principas mecanismos de resistência em bactérias causadoras de zoonoses no país. Sendo assim, este estudo visa estudar o perfil de susceptibilidade aos antimicrobianos em Escherichia coli e Salmonella isoladas de carne de frango, suína e bovina destinadas ao consumo humano e identificar nestes isolados os genes responsáveis pela produção de beta-lactamases de espectro estendido (ESBLs). Esperamos gerar informações que, associadas ao histórico de administração de antibióticos para animais de produção e aos dados epidemiológicos e genéticos de bactérias resistentes isoladas de humanos, possam auxiliar na execução de programas locais de segurança alimentar que avaliem o risco de aquisição de cepas bacterianas resistentes e genes de resistência através da alimentação.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.