Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência dos argilominerais dos minérios de níquel lateríticos na recuperação deste metal

Processo: 10/50849-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2010
Vigência (Término): 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Minas - Tratamento de Minérios
Pesquisador responsável:Arthur Pinto Chaves
Beneficiário:Eliana Satiko Mano
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Difração por raios X   Argilominerais

Resumo

Argilominerais são minerais formados da alteração intempérica de rochas pré-existentes. Estão presentes em abundância, nos chamados depósitos lateríticos. Estes depósitos são resultado de processos de remobilizações e concentrações químicas, apresentando teores significativos de níquel, ferro, alumínio, entre outros. Basicamente, os argilominerais são constituídos por tetraedros de silício e oxigênio e por octaedros de oxigênio e/ou hidroxilas e cátions (Mg, AI, Ca, Fe) que se unem formando folhas tetraédricas e octaédrícas, por esta razão, também são conhecidos como filossilicatos (filo, em grego, significa folha). Os argilominerais podem incorporar elementos como níquel em sua estrutura, que se posicionam tanto em sítios ocatédricos como também em espaços interfoliares. Acredita-se que a localização do níquel nos argilominerais pode influenciar a eficiência de recuperação deste durante a etapa de lixiviação, uma vez que o níquel estrutural deve apresentar-se unido ao argilomineral por ligações mais fortes que aquelas que o prendem entre as folhas. Argilominerais com cátions interfoliares, em geral têm elevada CTC (capacidade de troca catiônica) e portanto devem apresentar melhor eficiência durante o processamento hidrometalúrgico. O presente estudo tem como objetivo entender como diferentes estruturas dos argilominerais podem influenciar o desempenho da recuperação do níquel durante a etapa de lixiviação ácida. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MANO, ELIANA S.; CANER, LAURENT; PETIT, SABINE; CHAVES, ARTHUR P.; MEXIAS, ANDRE S. Ni-smectitic ore behaviour during the Caron process. HYDROMETALLURGY, v. 186, p. 200-209, JUN 2019. Citações Web of Science: 0.
MANO, ELIANA SATIKO; CANER, LAURENT; PETIT, SABINE; CHAVES, ARTHUR PINTO; MEXIAS, ANDRE SAMPAIO. MINERALOGICAL CHARACTERIZATION OF Ni-BEARING SMECTITES FROM NIQUELANDIA, BRAZIL. CLAYS AND CLAY MINERALS, v. 62, n. 3-4, p. 324-335, 2014. Citações Web of Science: 6.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MANO, Eliana Satiko. Influência dos argilominerais dos minérios de níquel lateríticos na recuperação deste metal.. 2013. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Politécnica São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.