Busca avançada
Ano de início
Entree

Manejo de fertirrigação no cultivo de roseiras em ambiente protegido

Processo: 10/51075-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2010
Vigência (Término): 19 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Engenharia de Água e Solo
Pesquisador responsável:Sergio Nascimento Duarte
Beneficiário:Carlos José Gonçalves de Souza Lima
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Irrigação agrícola   Fertirrigação   Nutrientes minerais do solo   Ambiente protegido   Rosa

Resumo

A produção de rosas em ambiente protegido sob fertirrigação é uma técnica bastante utilizada pelos produtores de flores e vem se expandindo consideravelmente, principalmente no estado de São Paulo; cultivo este antes restrito a região Sudeste, hoje se encontra em todas as regiões do País. O manejo adequado da frequência de irrigação associado à fertirrigação nitrogenada é um fator relevante nos parâmetros de produtividade e a qualidade das flores. O objetivo deste trabalho será avaliar a produtividade e a qualidade das hastes florais na cultura da roseira, cultivar samoura ou carola, submetida a diferentes frequências de fertirrigações e doses de nitrogênio sob cultivo em ambiente protegido. O experimento será conduzido na área experimental do Departamento de Engenharia Biossistemas da Escola Superior de agricultura Luiz de Queiroz, em Piracicaba, SP. O delineamento estatístico utilizado será em blocos casualizados em esquema fatorial 4x4, totalizando 16 tratamentos, com 4 repetições, sendo a unidade experimental representada por uma parcela com dimensões de 0,4 x 0,4 x 2,0m. Os tratamentos serão compostos por quatro doses de nitrogênio (10; 20; 30 e 40 g planta-1.ano-1), quatro frequências de fertirrigação (85, 70, 55 e 40% de água disponível), ou seja, a aplicação de água e nutrientes será realizada quando a disponibilidade hídrica no solo atingir esses percentuais. O sistema de irrigação utilizado será o gotejamento, adotando manejo de irrigação com tensiômetros providos de transdutores de pressão. Serão avaliados os parâmetros qualitativos das hastes e botões de rosas, a produtividade, a condutividade elétrica, as concentrações de nitrato (NO3-) da solução no solo e as concentrações de macro nutrientes no tecido vegetal. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)