Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito antiinflamatório das Natterinas e do peptídeo TNP, isolados do veneno de Thalassophryne nattereri, em um modelo de ancefalomielite autoimune experimental

Processo: 10/51130-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia
Pesquisador responsável:Carla Lima da Silva
Beneficiário:Evilin Naname Komegae
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Inflamação

Resumo

A Esclerose Múltipla (EM) é uma doença multifatorial complexa, autoimune e demielinizante que afeta o sistema nervoso central (SNC) e atinge aproximadamente um milhão de pessoas no mundo. Ainda que não se conheça a real etiologia da doença, as lesões do SNC são mediadas por reações imunes. Esta doença manifesta sinais clínicos como ataxia, perda de coordenação motora e dificuldades cognitivas e tem sido extensivamente estudada usando modelos murinos de encefalomielite autoimune experimental - EAE, que é um modelo de fácil indução e bem padronizado quanto à abordagem imunológica. Até o momento, seis compostos são aprovados por órgãos de saúde para o tratamento da esclerose múltipla, mas todos apresentam modesta eficácia e alguns ainda apresentam preocupações de segurança ou reações adversas. Várias toxinas ou peptídeos isolados de venenos animais têm sido usados em estudos in vivo, e vários destes estão em testes pré-clínicos e clínicos. O veneno do peixe Thalassophryne nattereri vem sendo amplamente estudado por nosso grupo, onde uma nova família de proteínas com atividade cininogenásica e estrutura primária única foi caracterizada e nomeada Natterinas. Dados recentes demonstraram ação antiinflamatória das Natterinas. Através do fracionamento do veneno, obteve-se um peptídeo denominado Tnp, que também apresenta capacidade de inibir a adesão e o rolamento dos leucócitos na microcirculação de camundongos e previne o recrutamento de leucócitos em modelos de peritonite. Diante destes excelentes resultados, o objetivo do nosso trabalho é avaliar o efeito destas moléculas inéditas e antiinflamatórias isoladas do veneno de Thalassophryne nattereri em um modelo de inflamação crônica Th1 e Th17, a EAE. Com isso poderemos obter dados para o esclarecimento dos mecanismos de ação das Natterinas e do Tnp em distintos subtipos celulares e fase da inflamação crônica na EAE como também poderá possibilitar o desenvolvimento de novos tratamentos para a doença. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KOMEGAE, EVILIN NANAME; MATOZO SOUZA, TAIS APARECIDA; GRUND, LIDIANE ZITO; LIMA, CARLA; LOPES-FERREIRA, MONICA. Multiple functional therapeutic effects of TnP: A small stable synthetic peptide derived from fish venom in a mouse model of multiple sclerosis. PLoS One, v. 12, n. 2 FEB 24 2017. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.