Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel das estruturas Proterozóicas na evolução da rede hidrográfica na Região Serrana do Espírito Santo: o caso da bacia hidrográfica do Rio Benevente.

Processo: 10/10066-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Jurandyr Luciano Sanches Ross
Beneficiário:Roberto José Hezer Moreira Vervloet
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Relevo   Proterozoico

Resumo

Na década de 50 Francis Ruellan realizou uma série de pesquisas sobre a relação que há entre relevo, estrutura e drenagem no Brasil. Seus trabalhos demonstravam que as estruturas antigas influenciavam o dissecamento diferencial do relevo através da evolução, também diferencial, da hidrografia e que grandes dobramentos de fundo, assim como as grandes falhas, participavam diretamente da compartimentação do relevo da fachada atlântica, interferindo ativamente nos grandes sistemas hidrográficos do país. Em uma pesquisa recente, estudando fatores estruturais e morfológicos, Vervloet (2009) descobriu que as estruturas antigas e os dobramentos de fundo podem influenciar não somente os grandes sistemas hidrográficos, mas interferem também na evolução diferencial de pequenos sistemas de drenagem, como pode acontecer com a bacia hidrográfica do Rio Benevente no sul do Espírito Santo. Vervloet (op.cit.) descobriu que pode haver forte relação entre a anisotropia das estruturas proterozóicas, sistemas de falhas, também proterozóicas, e dobras de fundo controlando a evolução diferencial dessa rede hidrográfica, através dos sistemas de knickpoints, e de níveis de maior resistência a dissecação linear fluvial, que é efetuada pelos canais que integram a mesma. Entretanto, tais fatores não foram detalhadamente estudados do ponto de vista estrutural-geomorfológico, hidrogeomórfico e cartográfico, sendo preciso averiguar corretamente, sobre qual é a participação efetiva dessas estruturas na evolução diferencial dessa rede de drenagem. Portanto, para tal feito, será realizado uma pesquisa de doutorado objetivando investigar os processos de evolução diferencial dos canais fluviais frente as estruturas litológicas herdadas do Proterozóico e a importância dos dobramentos anticlinais e sinclinais de fundo na gênese dos knickpoints que, podem condicionar, diferencialmente, a evolução hidrográfica desta bacia. Para isso, será utilizado o método da associação e indeterminação geomorfológica de Leopold e Langbein (1970) e procedimentos técnicos cartográficos, de campo e de gabinete. Com isso, esperamos demonstrar em detalhe cartográfico e estatístico, qual é a participação desses fatores litoestruturais na gênese e condicionamento da rede de drenagem, e em que condições ocorreram os processos de seccionamento e festonamento efetuados pelos canais principais da mesma. Concomitantemente, será desenvolvido uma proposta de cartografia hidrogeomorfológica da bacia para subsídio a estudos científicos geomorfológicos e geológicos estruturais e como eixo-guia das etapas técnico-operacionais.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VERVLOET, Roberto José Hezer Moreira. O papel das estruturas litológicas e tectônicas na evolução da rede hidrográfica da Região Serrana do Espírito Santo: o caso da bacia hidrográfica do Rio Benevente. 2014. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.