Busca avançada
Ano de início
Entree

Escolhas envolvidas na realização do teste anti-HIV entre jovens

Processo: 10/10205-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Vera Silvia Facciolla Paiva
Beneficiário:Eliana Miura Zucchi
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/17205-1 - Teste anti-HIV entre jovens na interface saúde e direitos humanos, BE.EP.DR
Assunto(s):AIDS   Prevenção   Jovens

Resumo

Desde 1996, com a introdução do direito universal e gratuito à medicação anti-retroviral para tratamento da Aids, a testagem sorológica voluntária tem sido enfatizada em políticas públicas como estratégia de prevenção primária e secundária. Nesse sentido, muitos estudos têm investigado a cobertura da testagem em populações especialmente vulneráveis, tais como: homens que fazem sexo com homens, usuários de drogas injetáveis e profissionais do sexo. Entretanto, há poucos estudos que estimaram a prevalência de realização de teste em populações gerais. Apesar do incentivo à testagem em campanhas nacionais, o seguimento da população jovem não tem apresentado aumento nas taxas de realização de teste. Aliado à falta de serviços de saúde amigáveis aos adolescentes e jovens, investigações qualitativas têm indicado que o estigma da Aids atua como barreira à realização do teste entre jovens, tanto por associar este procedimento como necessário somente aos indivíduos que constituiriam "grupos de risco" como pelo medo das conseqüências individuais e sociais no caso de um eventual diagnóstico positivo. Assim, a presente proposta tem por objetivo compreender aspectos psicossociais envolvidos na decisão de jovens em relação à realização do teste anti-HIV. Será desenvolvido um estudo qualitativo com entrevistas individuais com 24 jovens e seis grupos focais com jovens (n=2), pais (n=2) e professores (n=2) no município de São Paulo. Os participantes serão contatados por meio de oito escolas localizadas em regiões que combinem os seguintes critérios: presença/ausência de atividades de prevenção às DST/Aids, alta/baixa vulnerabilidade programática em relação ao HIV/Aids e alta/baixa incidência de Aids na região. Nos roteiros de entrevista e de grupo focal, serão investigados os seguintes temas: simbolismos da Aids, auto-percepção de risco para infecção por HIV, conseqüências clínicas e sociais do diagnóstico (positivo e negativo), revelação do diagnóstico, benefícios e desvantagens em fazer o teste e percepções sobre situações de compulsoriedade do teste. Os relatos serão produzidos mediante recurso metodológico de construção de cenas de realização do teste anti-HIV. Os resultados serão analisados no quadro teórico do campo construcionista de pesquisas sociais em Aids.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ZUCCHI, Eliana Miura. Teste anti-HIV na perspectiva dos jovens: obstáculos e desafios para os programas de prevenção. 2014. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Saúde Pública São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.