Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização diagnóstica de carcinoma e melanoma de pele humana pela espectroscopia Ramam dispersiva

Processo: 10/11111-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2010
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica
Pesquisador responsável:Marcos Tadeu Tavares Pacheco
Beneficiário:Fabricio Luiz Silveira
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Camilo Castelo Branco (UNICASTELO). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bioengenharia   Neoplasias cutâneas   Melanoma   Técnicas e procedimentos diagnósticos   Espectroscopia Raman   Biópsia

Resumo

O câncer de pele é dividido em dois tipos: Não-Melanoma (Carcinoma Basocelular e Carcinoma Espinocelular) e Melanoma maligno. Muitos trabalhos vêem sendo feitos com a finalidade de desenvolver técnicas de diagnósticos minimamente invasivas. A utilização da biopsia óptica tem gerado interesse pela possibilidade de evitar a biopsia incisional, fornecendo assim uma técnica de diagnóstico não-invasiva. O presente trabalho tem por objetivo a obtenção de um algoritmo de diferenciação do tecido normal e neoplásico de pele utilizando a espectroscopia Raman dispersiva via cabo de fibra óptica "Raman Probe", visando à diferenciação espectral no tecido normal e neoplásico através das diferenças na composição bioquímica, além de um possível diagnóstico de uma região neoplásica com ocorrência de metástase, e da possível identificação bioquímica da metástase. Para a coleta dos espectros, será utilizado um sistema Raman Dispersivo no Infravermelho Próximo integrado (macro e micro-Raman) com excitação em 830 nm, acoplado a um cabo de fibras ópticas "Raman probe". Serão obtidos espectros dos elementos bioquímicos que constituem os tecidos biológicos, tais como colágeno, colesterol, ácido nucléico, entre outros. Os espectros coletados in vitro, serão aplicados dois modelos de diagnóstico das neoplasias: modelo estatístico, baseado na técnica PCA (Principal Components Analysis), e modelo bioquímico, baseado na quantificação dos elementos químicos que diferenciam as lesões neoplásicas dos tecidos normais e a relação destes bioquímicos com as situações de metástase, a fim de prever a ocorrência da lesão com melhor sensibilidade e especificidade para os casos estudados in vivo. Pretende-se comparar os modelos de diagnóstico PCA e bioquímico, a fim de avaliar a viabilidade da técnica Raman como um apoio ao diagnóstico clínico das lesões neoplásicas de pele, inclusive indicando potencial de metastatização dos tumores. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVEIRA, FABRICIO L.; PACHECO, MARCOS T. T.; BODANESE, BENITO; PASQUALUCCI, CARLOS A.; ZANGARO, RENATO A.; SILVEIRA, JR., LANDULFO. Discrimination of Non-Melanoma Skin Lesions From Non-Tumor Human Skin Tissues In Vivo Using Raman Spectroscopy and Multivariate Statistics. Lasers in Surgery and Medicine, v. 47, n. 1, p. 6-16, JAN 2015. Citações Web of Science: 20.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.