Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos efeitos cardiovasculares causados pela microinjeção de L-prolina em núcleos hipotalâmicos de ratos não anestesiados

Processo: 10/11303-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Autonômica
Pesquisador responsável:Fernando Morgan de Aguiar Correa
Beneficiário:Silvana Lopes Azevedo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Neuropsicofarmacologia   Sistema cardiovascular   Núcleo hipotalâmico paraventricular   Núcleo supraóptico   Receptores ionotrópicos de glutamato   Reatividade cardiovascular   Sistema nervoso simpático   Modelos animais

Resumo

A L-Pro compartilha inúmeras propriedades com reconhecidos aminoácidos neurotransmissores, e tem sido sugerido que esse aminoácido pode exercer um papel na transmissão sináptica. A L-Pro apresenta sistema de captação de alta afinidade, Na+ dependente e liberação por despolarização neuronal induzida por K+ de maneira Ca++ dependente que foram observados em sinaptossomas de estruturas hipotalâmicas, envolvidas na regulação do sistema cardiovascular. Estudos de ligação mostraram que a L-Pro atua sobre a transmissão glutamatérgica do SNC. Estudos do nosso grupo mostraram que administração de L-Glu, tanto no núcleo supra-óptico (NSO) quanto no núcleo paraventricular (NPV) causou alterações cardiovasculares em ratos não anestesiados, sugerindo que estes núcleos participem da modulação de respostas cardiovasculares. Efeitos centrais da L-Pro sobre o sistema cardiovascular foram inicialmente descritos em estruturas bulbares. A L-Pro, quando injetada na cisterna magna, NTS ou CVLM, causou alterações cardiovasculares, as quais foram bloqueadas pelo pré-tratamento com antagonistas de receptores ionotrópicos glutamatérgicos. Além disso, trabalho do nosso grupo mostrou que a microinjeção de L-Pro no terceiro ventrículo (3 V), região que banha estruturas hipotalâmicas, causou alterações cardiovasculares mediadas por liberação de vasopressina. Essa foi a primeira evidência do efeito cardiovascular causado pela L-Pro em estruturas suprabulbares. Além disso, resultados preliminares mostraram que a microinjeção de L-Pro tanto no NPV quanto no NSO causou alterações cardiovasculares em ratos não anestesiados. Portanto, a hipótese do presente projeto é que a microinjeção de L-Pro tanto no NPV quanto no NSO, por ativação de receptores glutamatérgicos causa respostas cardiovasculares em ratos não anestesiados, quer ativando o sistema nervoso simpático quer através da liberação de vasopressina na circulação sistêmica.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LOPES-AZEVEDO, SILVANA; BUSNARDO, CRISTIANE; AGUIAR CORREA, FERNANDO MORGAN. Central mechanism of the cardiovascular responses caused by L-proline microinjected into the paraventricular nucleus of the hypothalamus in unanesthetized rats. Brain Research, v. 1652, p. 43-52, DEC 1 2016. Citações Web of Science: 0.
LOPES-AZEVEDO, SILVANA; BUSNARDO, CRISTIANE; AGUIAR CORREA, FERNANDO MORGAN. Mechanism of the cardiovascular responses caused by L-proline microinjected into the supraoptic nucleus of the hypothalamus in unanesthetized rats. Amino Acids, v. 45, n. 4, p. 797-810, OCT 2013. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.