Busca avançada
Ano de início
Entree

Biologia reprodutiva e polinização de espécies de Melastomataceae em duas áreas de gradiente altitudinal no Sudeste do Brasil

Processo: 10/51494-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2010
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Marlies Sazima
Beneficiário:Vinicius Lourenço Garcia de Brito
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Assunto(s):Tibouchina pulchra   Polinização   Paternidade   Melastomataceae

Resumo

Poucos estudos têm sido realizados nas montanhas das florestas úmidas abordando os sistemas de reprodução e polinização de plantas. Em altitudes elevadas as condições ambientais, como os ventos fortes, reduzem a quantidade de polinizadores, principalmente de abelhas, e conseqüentemente a transferência de grãos de pólen aos estigmas de flores co-específicas (limitação de pólen), reduzindo as possibilidades de polinização cruzada. Estes fatores podem influenciar em diversas características das plantas como o sistema reprodutivo, a fenologia, a morfologia floral e a genética das populações. Este projeto pretende compreender a biologia da reprodução e polinização, a fenologia e as características das flores de espécies herbáceas e arbustivas da família Melastomataceae ocorrentes em dois pontos de um gradiente altitudinal: Núcleo Santa Virgínia (Floresta Montana) e Núcleo de Desenvolvimento Picinguaba (Floresta de Terras baixas) do Parque Estadual da Serra do Mar. Serão feitas visitas mensais a estas áreas por dois anos e serão coletados dados sobre visitantes florais, freqüência de visitas, fenologia de floração, sistema reprodutivo e características florais das ervas e arbustos da família Melastomataceae. Pretende-se também desenvolver um estudo de caso com a espécie Tibouchina pulchra Cogn. (Melastomataceae) envolvendo as distâncias de dispersão dos grãos de pólen e a taxa de cruzamento entre os indivíduos nos dois pontos do gradiente. Será utilizado o banco de microssatélites previamente desenvolvido para esta espécie. Neste estudo, serão coletados os materiais genéticos de 50 indivíduos adultos em cada uma das duas áreas do gradiente de altitude. Dentre eles, 20 serão escolhidos para coleta e germinação de 10 sementes provenientes de cada um deles. Adultos e proles serão genotipados para que seja conduzida uma análise de paternidade, com a qual serão obtidas as distâncias de dispersão dos grãos de pólen e a taxa de cruzamento nas duas localidades. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.