Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação entre os fotossensibilizadores Rosa Bengala e Eosina Y, na terapia fotodinâmica in vitro em culturas planctônicas e biofilmes de Candida Albicans

Processo: 10/12115-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2010
Vigência (Término): 31 de outubro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Antonio Olavo Cardoso Jorge
Beneficiário:Fernanda Freire
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOSJC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia   Rosa bengala   LED   Terapia fotodinâmica   Candida albicans

Resumo

Candida albicans é uma levedura oportunista que acomete a cavidade bucal causando candidose através da formação de biofilme, um importante fator de virulência que dificulta ação dos agentes antifúngicos. Sendo assim, os objetivos deste trabalho serão comparar a ação da Terapia Fotodinâmica (TFD) mediada pelos fotossensibilizadores rosa bengala (RB) e eosina Y (EY) irradiados por LED verde (532 ± 10 nm) em culturas planctônicas e biofilmes de C. albicans (ATCC 18804). A suspensão de C. albicans a 10(6)células/mL será submetida a 420 ensaios, divididos em 6 grupos experimentais (n= 10), sendo: a) grupo controle, tratado com PBS na ausência de luz (F-L-); b) tratado com PBS e irradiado por LED (F-L+); c) grupos tratados com os fotossensibilizadores nas concentrações variando de 1,56 a 800 µM na ausência de luz (RB 1,56-800 µM+L+; e, EY 1,56-800 µM+L+); d) grupos tratados com os fotossensibilizadores nas concentrações variando de 1,56 a 800 µM e irradiados por LED (RB 1,56-800 µM+L-; e, EY 1,56-800 µM+L-). Para os biofilmes, serão realizados 36 ensaios, divididos em 3 grupos experimentais (n= 12): a) grupo controle, tratado com PBS na ausência de luz (F-L-); grupos tratados com os fotossensibilizadores na concentração que será definida a partir de um experimento piloto e irradiado por LED verde (RB+L+; e, EY+L+). Após os tratamentos, serão feitas diluições seriadas e semeaduras em agar Sabouraud dextrose (37º/48 h) para posterior contagem das Unidades Formadoras de Colônias por mililitro (UFC/mL) para análise de Variância e teste de Tukey (p d 0,05). Os corantes serão avaliados em espectrofotômetro para determinação dos picos de absorção. Após os tratamento, 2 espécimes de cada grupo experimental dos biofilmes serão submetidos a Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV).

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FREIRE, FERNANDA; BORGES PEREIRA COSTA, ANNA CAROLINA; PEREIRA, CRISTIANE APARECIDA; BELTRAME JUNIOR, MILTON; JUNQUEIRA, JULIANA CAMPOS; CARDOSO JORGE, ANTONIO OLAVO. Comparison of the effect of rose bengal- and eosin Y-mediated photodynamic inactivation on planktonic cells and biofilms of Candida albicans. Lasers in Medical Science, v. 29, n. 3, p. 949-955, MAY 2014. Citações Web of Science: 26.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.