Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da ação da ciclosporina a nos mecanimos moleculares envolvidos na cicatrização de feridas em ratos diabéticos

Processo: 10/13251-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2010
Vigência (Término): 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Eliana Pereira de Araujo
Beneficiário:Rafael de Moraes Pedro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus   Ciclosporinas   Endocrinologia   Proliferação celular

Resumo

O processo cicatricial é um fenômeno complexo e altamente especializado, onde é necessária a integração funcional de vários tipos de células, incluindo as inflamatórias, fibroblastos, queratinócitos e células endoteliais, além do envolvimento de fatores de crescimento e enzimas. Pacientes com Diabetes Melllitus são vulneráveis ao desenvolvimento de úlceras nos pés resultante de múltiplos fatores, como a neuropatia, doenças vasculares e deformidades ósseas, além disso apresentam um retardo no processo cicatricial levando ao risco de várias complicações como por exemplo as situações extremas de amputações. Estudos recentes mostram que falhas comuns na via de sinalização da insulina em tecidos periféricos e na célula ² pancreática desempenham um papel central no desenvolvimento do Diabetes Mellitus. A ligação da insulina ao receptor ativa uma reação de autofosforilação acionando a catalização da fosforilação e ativação de várias proteínas, como proteína AKT e a mTOR. Essas proteínas controlam vários processos metabólicos, proliferação e sobrevivência celular. A ação da insulina também pode ser regulada por meio de proteínas fosfatases as quais catalisam a rápida desfosforilação de proteínas envolvidas na via de sinalização da insulina. Uma das mais importantes é a fosfatase e tensora homóloga com deleção do cromossomo 10 (PTEN), que é um regulador negativo da AKT sinalizando e funcionando como um supressor tumoral. Estudos com a ciclosporina A (droga amplamente utilizada na prevenção da rejeição de transplantes de órgãos) revelam uma função importante dessa droga como agente que leva a ativação da proteína AKT através da supressão da fosfatase PTEN resultando assim no aumento da presença de queratinócitos da epiderme in vitro. Este projeto visa avaliar a ação da ciclosporina A tópica na cicatrização e suas ações moleculares em feridas de ratos diabéticos.