Busca avançada
Ano de início
Entree

Les développeurs: Louis-Joseph Lebret e a SAGMACS na formação de um grupo de ação para o planejamento urbano no Brasil

Processo: 06/00488-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2006
Vigência (Término): 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Sarah Feldman
Beneficiário:Michelly Ramos de Angelo
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):História do urbanismo   Urbanismo   Planejamento territorial urbano

Resumo

Este projeto de pesquisa está inserido no debate a respeito do pensamento urbanístico brasileiro entre 1940 a 1960 e vinculado à pesquisa “Instituições de Urbanismo no Brasil (1930-1979)”, coordenada pela Profa. Dra. Sarah Feldman, cujos objetivos são estudar as instituições de urbanismo criadas no Brasil dos anos 1930 aos anos 1970, desvendar como se dá o processo de construção de ideários e práticas mobilizados e assimilados por instituições de urbanismo, como estes determinam o campo profissional dos urbanistas, e as formas pelas quais estes ideários e práticas se acomodam ou se transformam em diferentes contextos políticos. Dentro desse debate, têm como referência os estudos realizados pela Sociedade da Análise Gráfica e Mecanográfica Aplicada aos Complexos Sociais (SAGMACS), que se destacou nesse período com a elaboração de pesquisas importantes sobre o planejamento urbano brasileiro. Coordenada pelo padre dominicano francês Louis-Joseph Lebret e influenciada pelas idéias do movimento internacional Économie et Humanisme, a SAGMACS atuou em diversas cidades brasileiras entre 1940 e 1960, enfatizando em seus estudos a cooperação entre Estado, técnicos e população no planejamento urbano. Muitas das idéias e das práticas da SAGMACS, que contrastavam com as da época, foram difundidas através de profissionais que atuaram na instituição e que, posteriormente, trabalharam em órgãos de planejamento urbano e outras instituições fora da administração. Por meio da análise preliminar de fontes primárias (estudos do Pd. Lebret, da SAGMACS e do movimento Economia e Humanismo) e secundárias (produção bibliográfica dos principais autores que discutem a questão urbana nesse período), identificou-se que a análise detalhada das idéias e práticas da SAGMACS e de sua repercussão no campo do urbanismo, através dos profissionais que atuaram na instituição, ainda não foi realizada, o que aponta para uma lacuna de conhecimento científico. Portanto, os objetivos gerais da pesquisa são: a) Entender a concepção da SAGMACS a respeito da cooperação entre Estado, população e técnicos no planejamento urbano brasileiro entre os anos 1940-1960; b) Analisar como ocorreu a difusão das idéias e práticas da instituição através de profissionais brasileiros que atuaram na SAGMACS. Para alcançar os objetivos deste trabalho serão desenvolvidas pesquisas bibliográficas, pesquisas documentais e entrevistas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ANGELO, Michelly Ramos de. Les Développeurs: Louis-Joseph Lebret e a SAGMACS na formação de um grupo de ação para o planejamento urbano no Brasil. 2010. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola de Engenharia de São Carlos São Carlos.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.