Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional da proteína humana reguladora Ki-1/57: estudos celulares e em modelo in vivo

Processo: 10/15760-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Jörg Kobarg
Beneficiário:Angela Saito
Instituição-sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/04492-5 - Gene targeting em células-tronco embrionárias murinas para geração de linhagem de camundongo nocaute para Ki-1/57, BE.EP.DD
Assunto(s):Proteínas oncogênicas   Proteínas quinases   Proteína supressora de tumor p53   Transcrição genética   Luciferases   Modelos animais   Ressonância magnética nuclear

Resumo

A proteína humana Ki-1/57 foi identificada por um anticorpo monoclonal, Ki-1, que detectou especificamente células malignas de Hodgkin e células Sternberg-Reed no linfoma de Hodgkin. Esta proteína é expressa em células de uma variedade de tipos de câncer, sendo também expressa em leucócitos do sangue humano ativados com mitógenos, mas não em células não ativadas. O antígeno Ki-1/57 mostrou-se fosforilado em resíduos de serina e treonina. Análises de microscopia eletrônica demonstraram que o antígeno Ki-1/57 está localizado no citoplasma, poros nucleares e no núcleo, associado ao nucléolo. Em ensaios com o sistema de duplo híbrido de levedura, foram encontradas diversas proteínas que interagem com Ki-1/57. Duas delas são a proteína adaptadora de quinase RACK1 envolvida em mecanismos da tradução de sinal e a proteína p53, um fator de transcrição que está relacionada com o mecanismo de verificação de mutações na sequência de DNA das células. Em ensaios celulares vimos ainda que Ki-1/57 está associada a corpúsculos nucleares envolvidos no processamento de RNA e que sua sequência de aminoácidos apresenta motivos de sumoilação, uma modificação pós-traducional reversível que regula as funções biológicas das proteínas. Resultados preliminares de nosso grupo mostraram que Ki-1/57 apresenta três motivos de sumoilação (mutante triplo). Para entender melhor o contexto biológico de Ki-1/57, pretendemos gerar uma linhagem de camundongos "nocaute" desta proteína, bem como realizar estudos funcionais, que envolverão ensaios de localização subcelular de Ki-1/57 sob diferentes condições de estresse, utilização da contrução do mutante triplo de Ki-1/57 na regulação da transcrição gênica utilizando um sistema de gene repórter da luciferase e análises morfológicas, funcionais, celulares e moleculares do camundongo "nocaute". Além disso, faremos estudos estruturais de ressonância magnética nuclear para determinar os aminoácidos envolvidos na interação de Ki-1/57 com RACK1. Este projeto permitirá entender melhor a função da proteína Ki-1/57 em ensaios celulares e em modelo in vivo utilizando camundongos "nocaute". (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.