Busca avançada
Ano de início
Entree

Da repressão à abertura política: processos de espetacularização do discurso político

Processo: 09/02761-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Vanice Maria Oliveira Sargentini
Beneficiário:Israel de Sá
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Análise do discurso   Ditadura   Brasil   História do Brasil   Repressão política   Identidade nacional   Identidade linguística

Resumo

O presente estudo, em continuidade à pesquisa desenvolvida em nível de Iniciação Científica intitulada Derivas da fala política: mídia e discursos de resistência durante a Ditadura Militar Brasileira (1964-1985), propõe a análise de textos de diferentes gêneros discursivos (doutrinários, memorialistas, jornalísticos) produzidos durante o período em que o Brasil esteve sob regime militar (1964-1985), partindo dos pressupostos teóricos da Análise do Discurso de linha Francesa e da Nova História. Ao resgatar a produção de sentidos de um momento da História do Brasil, propõe refletir sobre a ação discursiva de sujeitos que produziram contra-palavras em uma sociedade em que certos discursos eram interditados. Assim, o foco de nossa investigação nessa nova etapa da pesquisa é compreender as transformações e movimentos que se deram em relação à concepções de esquerda, a carga semântica atribuída a este termo em diferentes épocas, na transição de uma fase de forte repressão em que se verificava a primazia do discurso doutrinário e uma fase de abertura política que teve como base o retorno dos relatos e grande valorização imagética pela mídia que transforma o discurso político em espetáculo. Nesse sentido, pensamos ser possível compreender as negociações de uma identidade de esquerda, ou ainda de uma identidade brasileira, por meio dos discursos de resistência no intercâmbio entre diferentes gêneros discursivos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.