Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégias e fisiologia do consumo e digestão de esponjas (Porifera) por Echinaster brasiliensis (Echinodermata)

Processo: 09/03392-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Fisiologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Márcio Reis Custódio
Beneficiário:Camila Helena de Souza Queiroz
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Porifera   Predação   Digestão   Echinodermata

Resumo

Esponjas são componentes importantes na maior parte das comunidades bênticas marinhas. São organismos sésseis e possuem um sistema esquelético constituído por elementos inorgânicos microscópicos (espículas), fibras de colágeno e/ou combinações destes dois componentes. Embora sem proteções físicas evidentes tais como conchas ou espinhos, são relativamente pouco predadas, sendo as estrelas-do-mar consideradas um dos seus principais consumidores. Este fato se deve principalmente a produção de vários compostos do metabolismo secundário e a presença de seus elementos esqueléticos. No caso destes últimos, só recentemente o seu efeito deterrente foi experimentalmente confirmado, sendo sua importância relativa ainda debatida. Para entender o papel do esqueleto na defesa efetiva das esponjas é necessário conhecer os detalhes do processo digestivo do predador em relação à sua presa. Desta forma, este projeto visa determinar os efeitos dos componentes esqueléticos na fisiologia e comportamento alimentar da estrela-do-mar Echinaster brasiliensis. Observações de campo e experimentos in vitro serão efetuados para determinar a estratégia de consumo utilizada pela estrela. Será feito o acompanhamento do processo digestivo do material esquelético (espículas e/ou fibras) até sua eliminação, verificando a existência de danos aos tecidos e os mecanismos que o organismo utiliza para lidar com os componentes ingeridos. Adicionalmente, será determinada a capacidade de digestão de compostos orgânicos provenientes de esponja por E. brasiliensis.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
QUEIROZ, Camila Helena de Souza. Estratégias e fisiologia do consumo e digestão de esponjas (Porifera) por Echinaster brasiliensis (Echinodermata: Asteroidea). 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.