Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos das condições metabólicas e hormonais de vacas leiteiras durante o período de transição e início de lactação sobre o desempenho produtivo e reprodutivo

Processo: 10/06827-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Ed Hoffmann Madureira
Beneficiário:Milton Maturana Filho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/24523-0 - Efeitos das condições imunológicas e metabólicas de vacas leiteiras durante o período de transição e início de lactação sobre o desempenho produtivo e reprodutivo, BE.EP.DR
Assunto(s):Vacas leiteiras   Desempenho animal   Eficiência reprodutiva animal   Estresse oxidativo   Oócitos   Balanço de energia   Metabolismo animal

Resumo

As alterações metabólicas e hormonais ocorridas durante o período de transição nas vacas leiteiras acarretam inúmeras mudanças, que refletem diretamente na saúde, no desempenho produtivo e reprodutivo Durante o período de transição, as vacas leiteiras passam por períodos de balanço energético negativo, caracterizado pelo aumento da mobilização de reservas energéticas, normalmente do tecido adiposo, para atender às demandas voltadas à produção de leite. O BEN ocorrido no inicio de lactação, ele varia em intensidade e duração e ocasiona uma redução na produção e na qualidade do leite, afeta o desempenho reprodutivo e aumenta a incidência de doenças. Dessa forma, a margem de lucros do produtor diminui e a rentabilidade da atividade leiteira pode ser afetada. Durante o BEN, os oócitos das vacas leiteiras ficam mais expostos aos altos teores dos AGNEs, que posteriormente podem prejudicar a taxa de fertilização. O Brasil ocupa a quinta posição no ranking mundial de produção leiteira, produzindo em torno de 28,890 milhões de litros por ano (JANK JR, 2008). A agropecuária brasileira está se adaptando a novos conceitos de produção, devido a inúmeras mudanças ocorridas nas políticas agrícolas nacionais e no mercado consumidor, tanto nacional, como internacional, focando principalmente o conceito de retorno econômico oferecido pela atividade. Portanto, o maior nível de eficiência produtiva e reprodutiva nos rebanhos leiteiros, é um fator determinante da lucratividade e da sustentabilidade da atividade pecuária. O baixo desempenho reprodutivo observado em grande parte das fazendas leiteiras, está ligado principalmente a intensa seleção genética ocorrida nas ultimas 3 a 4 décadas, visando principalmente o potencial de produção leiteira, que ocasionou inúmeras mudanças no perfil metabólico e hormonal das vacas (Lucy, 2000). As práticas de manejo, como o monitoramento da condição metabólica e a avaliação da do escore de condição corporal (ECC) nos sistemas de criação atuais, devem ser baseados em todas essas mudanças ocorridas. A fertilidade nos rebanhos leiteiros tem diminuído nas ultimas décadas, devido as grandes mudanças metabólicas ocasionadas pela intensa seleção genética, visando aumneto substanciais na produção de leite e sólidos, aliado as grandes mudanças ocorridas nos sistemas de estabulação atuais. O estresse oxidativo também afeta o desempenho animal, principalmente no verão, por ocasionar um aumento excessivo da produção de radicais livres em comparação as substâncias antioxidantes. Essa situação normalmente ocorre em vacas leiteiras no período de transição e inicio de lactação, durante o balanço energético negativo.Portanto, a avaliação da condição metabólica de vacas leiteiras, durante o período de transição e início de lactação, é uma ferramenta que permite um melhor entendimento tanto do desempenho produtivo, como do reprodutivo e auxilia na elaboração de estratégias de manejo para aplicação nos rebanhos leiteiros no Brasil, destacando a necessidade e importância do desenvolvimento de pesquisas para este contexto multidisciplinar.O presente estudo tem como objetivo verificar as associações entre valores de variáveis plasmáticas, ligadas às condições metabólicas (energética e proteica), hormonais e de indicadores de estresse oxidativo, com os valores de variáveis relacionadas à produção de leite e a eficiência reprodutiva de vacas leiteiras durante o período de transição e início de lactação, nas estações de inverno e verão. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FILHO, Milton Maturana. Efeitos das condições metabólicas de vacas leiteiras durante o período de transição e início de lactação sobre a saúde e fertilidade no inverno e no verão. 2013. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Pirassununga.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.