Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese, caracterização estrutural e estudos fotobiológicos de derivados da riboflavina

Processo: 10/08068-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Radiologia e Fotobiologia
Pesquisador responsável:Mauricio da Silva Baptista
Beneficiário:Alexandre Vieira Silva
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/51598-7 - Terapia fotodinâmica: aspectos físicos, bioquímicos e clínicos, AP.TEM
Assunto(s):Fármacos fotossensibilizantes   Oxigênio singleto   Riboflavina   Síntese orgânica

Resumo

Processos foto-oxidativos que ocorrem no meio celular são responsáveis por diversos danos causados à pele, inclusive o envelhecimento precoce e o câncer. Nos organismos esses fenômenos ocorrem através da exposição dos tecidos a luz ultra-violeta (UV) na presença de fotossensibilizadores naturais tais como a riboflavina e seus derivados. Devido ao crescente interesse em se compreender mecanisticamente os fenômenos foto-oxidativos em sistemas biológicos, faz-se necessário o desenvolvimento de uma biblioteca de fotossensibilizadores onde os grupos periféricos de uma mesma estrutura fotossensibilizadora central sejam modificados e estudados em sistemas modelos. Desta forma, decidimos sintetizar diversos derivados riboflavínicos não naturais para buscar informações mecanísticas sobre essas reações foto-oxidativas. Inicialmente será efetuada a síntese dos compostos derivados da riboflavina. De uma maneira geral, as váriações químicas serão realizadas na cadeia ribitil, nas posições 7 e 8 (referente ao anel aromático) e no nitrogênio 3 da molécula. Pretendemos introduzir grupos acilas, ácido carboxílico e trimetilamônio na porção ribitil, aumentar e diminuir os números de carbonos nos grupamentos ligados a posições 7 e 8 e alquilar o nitrogênio 3 da riboflavina. Posteriormente serão determinadas as propriedades físico-químicas, fotofísicas e fotoquímicas dos derivados. Os compostos obtidos serão então empregados nos estudos fototoxicidade, citolocalização e morte celular fotoinduzida. Com o conhecimento advindo desses estudos pretendemos compreender no nível celular o mecanismo de morte celular causado por luz UV, que ajuda a esclarecer questões sobre o processo natural de envelhecimento da pele e alternativas de proteção. Além disso, poderemos selecionar compostos candidatos para serem utilizados como fotossensibilizadores em terapia fotodinâmica.