Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação sobre o estabelecimento de "falsas memórias" por meio do paradigma da Equivalência de Estímulos

Processo: 10/08399-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Júlio César Coelho de Rose
Beneficiário:Natalia Maria Aggio
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Equivalência de estímulos   Análise do comportamento

Resumo

Falsas memórias são definidas como lembranças de eventos que nunca aconteceram ou lembranças distorcidas de fatos do passado. Na Psicologia Cognitiva, este fenômeno tem sido estudado por meio do paradigma Deese-Roediger-McDermott (DRM) que utiliza listas com palavras associadas semanticamente. Na Análise do Comportamento, existe a proposta do estudo de relações semânticas utilizando o paradigma da equivalência de estímulos. O presente projeto propõe três estudos que utilizarão do paradigma DRM e de equivalência de estímulos no estudo de falsas memórias. O primeiro tem por objetivo verificar a ocorrência do fenômeno utilizando os dois paradigmas. O segundo estudo, avaliar a influência da distancia nodal entre os estímulos de uma classe de estímulos equivalentes na ocorrência de falsas memórias. O terceiro estudo, verificar a influência da utilização de estímulos com conteúdos emocionais nas classes de estímulos equivalentes na ocorrência de falsas memórias. Os procedimentos dos três estudos serão divididos em três fases. Fase 1: treino para formação de três classes de equivalência compostas por sete estímulos. Fase 2: tentativas de decisão léxica. Fase 3: verificação de falsas memórias utilizando listas do paradigma DRM, compostas dos estímulos utilizados na Fase 1 do procedimento. No Estudo 1, a estrutura de treino utilizada na formação das classes terá apenas um nódulo. No Estudo 2, a estrutura irá variar em relação ao número de nódulos entre os estímulos. O procedimento do Estudo 3 será idêntico ao do Estudo 1, porém serão utilizados estímulos familiares (expressões faciais) nas classes de equivalência.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVEIRA, MARCELO VITOR; AGGIO, NATALIA MARIA; CORTEZ, MARIELE DINIZ; BORTOLOTI, RENATO; RICO, VIVIANE VERDU; DE ROSE, JULIO C. Maintenance of Equivalence Classes and Transfer of Functions: The Role of the Nature of Stimuli. PSYCHOLOGICAL RECORD, v. 66, n. 1, p. 65-74, MAR 2016. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.