Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade e distribuição de Sarginae (Diptera: Brachycera: Stratiomyidae) na Floresta Atlântica

Processo: 10/16740-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Dalton de Souza Amorim
Beneficiário:Diego Aguilar Fachin
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Diptera   Zoologia (classificação)

Resumo

A família Stratiomyidae inclui aproximadamente 375 gêneros e 2800 espécies descritas em todo o mundo, e está presente em todas as regiões biogeográficas. Atualmente encontra-se dividida em doze subfamílias. No registro fossilífero, os estratiomídeos datam do início do Cretáceo Superior (91 maa). A subfamília Sarginae apresenta 23 gêneros mundiais com 531 espécies, sendo nove gêneros neotropicais, contendo 268 espécies. Os fósseis mais antigos de Sarginae conhecidos são do Eoceno (52 maa). Os sargíneos são dípteros de tamanho pequeno a médio, que apresentam uma grande variação na coloração e no formato do corpo. Suas larvas podem ser encontradas tanto em ambientes aquáticos quanto terrestres e alimentam-se de material em decomposição de origem animal ou vegetal. Os adultos são frequentemente encontrados na vegetação, próximos a suas fontes de alimentos e eventualmente em flores. Os adultos de algumas espécies de Sarginae mimetizam o comportamento de vespas e de dípteros da família Syrphidae. Neste projeto, será identificado material da família Stratiomyidae, em particular os Sarginae, obtido através de coletas com armadilhas Shannon, Malaise, Varredura e Moericke em diferentes pontos da Floresta Atlântica. Com o catálogo mundial da família Stratiomyidae e chaves de identificação para gêneros neotropicais, serão identificados os gêneros da subfamília e, no caso dos gêneros menos diversos, as espécies. Excepcionalmente, podem ser feitas descrições de novas espécies, se houver segurança da identificação com a literatura disponível. Os dados de distribuição de morfo-espécies dos gêneros de Sarginae serão adicionados à análise biogeográfica geral do Projeto Biota-Diptera. Os resultados deste projeto serão apresentados como Trabalho de Conclusão de Curso, conferindo ao aluno um treinamento em sistemática, de modo geral, e em morfologia de Diptera e em sistemática e morfologia de Stratiomyidae, em particular, fornecendo ao aluno uma formação inicial sólida em taxonomia, sistemática filogenética e biogeografia. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FACHIN, DIEGO AGUILAR; AMORIM, DALTON DE SOUZA. Taxonomic revision and cladistic analysis of the Neotropical genus Acrochaeta Wiedemann, 1830 (Diptera: Stratiomyidae: Sarginae). Zootaxa, v. 4050, n. 1, p. 1-110, NOV 30 2015. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.