Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo comparativo do potencial de resposta imune e das propriedades imunomodulatórias de células-tronco mesenquimais de cordão umbilical versus de tecido adiposo no modelo murino mdx

Processo: 10/16784-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2010
Vigência (Término): 30 de novembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunogenética
Pesquisador responsável:Mayana Zatz
Beneficiário:Camila Nascimento Amorim de Almeida
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imunomodulação   Células-tronco

Resumo

As células-tronco (CT) são células que apresentam potencial de auto-renovação e de diferenciação em diversos tipos celulares. Devido a essas características, atualmente existe um grande interesse no estudo de suas aplicações terapêuticas. Uma pergunta que merece atenção diz respeito ao controle da resposta imune do hospedeiro e à tolerância aos transplantes celulares. Dentre as patologias de origem genética que podem se beneficiar com a terapia celular foco das pesquisas com CTs, as distrofias musculares progressivas (DMP) ocupam um lugar de destaque. Dentre as DMPs, a forma mais severa e comum é a distrofia muscular de Duchenne (DMD), de herança recessiva ligada ao cromossomo X, afetando somente crianças do sexo masculino. Considerando a natureza genética das distrofias musculares, existe a necessidade de realizar transplantes heterólogos, sem que haja rejeição das células injetadas pelo hospedeiro. O modelo animal mais utilizado para os estudos de DMD é o camundongo mdx, uma vez que este é portador de uma mutação no gene da distrofina murino que resulta na deficiência total da proteína distrofina.O objetivo deste trabalho é analisar a evolução da resposta imune após o transplante de células tronco mesenquimais (CTMs) de tecido de cordão umbilical (hUCMSC) e de gordura (hASC) no modelo murino mdx. Busca-se, para tanto, comparar temporalmente a resposta imune de grupos injetados uma única vez com grupos injetados diversas vezes com os mesmos tipos celulares. Estes resultados serão de extrema importância para futuros estudos envolvendo o transplante de CTs mesenquimais.