Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das fases de desenvolvimento da comunidade de algas perifíticas durante o processo sucessional em reservatório mesotrófico raso

Processo: 10/17446-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2010
Vigência (Término): 30 de novembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Carla Ferragut
Beneficiário:Gabriela de Jesus Lavagnolli
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Algas   Diversidade   Reservatórios   Perifiton   Biomassa

Resumo

O presente projeto de pesquisa tem como objetivo geral identificar as fases de desenvolvimento (inicial, exponencial, perda) da comunidade perifítica em reservatório mesotrófico raso (Lago das Ninféias, PEFI, SP). Durante o desenvolvimento do perifíton será avaliada a composição de espécies, a diversidade e as estratégias adaptativas de algas perifíticas, bem como a avaliação do estado de equilíbrio. Insere-se no projeto maior "Influência da heterogeneidade espacial sobre a estrutura e estado nutricional (N, P) da comunidade perifítica, fitoplanctônica e metafítica no Lago das Ninféias (PEFI, São Paulo)" em desenvolvimento (Fapesp 2009/52253-4). Coletas para amostragem da comunidade perifítica e variáveis limnológicas serão realizadas semanalmente em outubro, novembro e dezembro de 2010, compreendendo um número mínimo de 70 dias de colonização. O substrato utilizado para a colonização do perifíton será lâmina de vidro. Serão analisados os seguintes fatores abióticos: radiação subaquática, transparência, temperatura, condutividade elétrica, oxigênio dissolvido, alcalinidade, pH, gás carbônico livre, nitrogênio total e fósforo total. A comunidade de algas perifíticas será analisada quali e quantitativamente. A estrutura da comunidade de algas perifítica será analisada através da biomassa (massa seca livre de cinzas, clorofila-a), composição de espécies, densidade, biovolume e diversidade de espécies. Medidas de clorofila-a do perifíton serão processadas semanalmente para garantir a observação das fases de desenvolvimento (inicial, exponencial, perda). Considerando que o pico de biomassa pode definir o potencial do ambiente em suportar uma elevada produção primária, pretende-se responder aos seguintes questionamentos em relação ao reservatório mesotrófico tropical: i) Qual o intervalo de tempo de cada fase de desenvolvimento do perifíton (inicial, exponencial, perda)? ii) Qual o intervalo de tempo necessário para a comunidade algal atingir o estado de equilíbrio (sensu Sommer)? iii) Qual o intervalo de tempo necessário para a comunidade atingir o pico de diversidade e biomassa? De modo geral, o presente projeto contribuirá para a melhor compreensão da dinâmica do perifíton em ecossistema tropical raso. De modo geral, contribuirá para o conhecimento da dinâmica da comunidade perifítica em ecossistema lêntico tropical.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MAYARA RIBEIRO CASARTELLI; GABRIELA DE JESUS LAVAGNOLLI; CARLA FERRAGUT. Periphyton biomass accrual rate changes over the colonization process in a shallow mesotrophic reservoir. Acta Limnol. Bras., v. 28, p. -, 2016.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.