Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do tratamento do melanoma maligno humano com anticorpos monoclonais anti-EGFR, anti-her-2 e anti-dermicidina

Processo: 10/14839-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2010
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:José Ernesto Belizario
Beneficiário:Beatriz Areias Sangiuliano
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Melanoma

Resumo

A dermicidina (DCD) é uma proteína codificada por um gene localizado no loco 12q13.1 do cromossomo 12 de primatas e humanos. O precursor de 11 kDa e seus peptídeos são produzidos por células de glândulas écrinas da pele, melanócitos, neurônios e células epiteliais de mama e placenta. Estudos em nosso laboratório mostraram que a super-expressão do gene da DCD, ou a estimulação de células com a proteína DCD recombinante aumenta a proliferação e a divisão celular, bem como a sobrevivência celular ao estresse oxidativo em vários tipos celulares. Em estudos preliminares, nós demonstramos que o silenciamento da DCD por expressão constitutiva de RNA de interferência (RNAi) causou significativa redução na formação de tumores induzidos por células do melanoma maligno humano G-361. Além disso, mostramos que a administração de dose semanal, por 4 vezes, de anticorpos policlonais produzidos em camundongo, coelho e cabra específicos para DCD inibiu e/ou retardou o crescimento dos tumores de células G-361 nos camundongos imunodeficientes. No presente projeto pretende-se dar continuidade dos estudos de avaliação do potencial terapêutico de anticorpos policlonais anti-DCD no crescimento de células G-361 em cultura e animais imunodeficientes. Considerando-se, porém, que DCD pode exercer seus efeitos via modulação na expressão de receptores da família da EGFR/ErbBs, nestes estudos também serão avaliados os efeitos terapêuticos, isoladamente ou combinados, dos anticorpos monoclonais humanizados recombinantes nimotuzumabe/cimaher, e trastuzumabe/herceptina, específicos contra os receptores EGFR e HER-2, respectivamente, e anti-DCD.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.