Busca avançada
Ano de início
Entree

CARACTERIZAÇÃO MOLECULAR E MORFOLÓGICA DE ACESSOS DE MANDIOCA (Manihot esculenta CRANTZ) PROVENIENTES DE DIFERENTES REGIÕES DO BRASIL.

Processo: 10/09670-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2010
Vigência (Término): 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Elizabeth Ann Veasey
Beneficiário:Caroline Groppo Blumer
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Genética ecológica   Diversidade genética   Mandioca   Repetições de microssatélites   Germoplasma

Resumo

O objetivo desse projeto é caracterizar e determinar a diversidade genética existente entre 60 acessos de mandioca originários de diferentes regiões do Brasil, pertencentes ao Banco de Germoplasma da Escola Superior de Agricultura 'Luiz de Queiroz' (ESALQ/USP) para marcadores microssatélites e 454 acessos por meio de marcadores morfológicos. As características morfológicas avaliadas serão: cores da folha apical, do pecíolo, do córtex do caule, da parte externa do caule, da folha desenvolvida, número de lóbulos, crescimento do caule, cor dos ramos adultos e hábito de ramificação. Para as análises moleculares, serão testados 18 locos de microssatélites e com isso pretende-se, a partir dos genótipos individuais, agrupá-los por regiões geográficas. Os dados morfológicos, por serem de natureza qualitativa, serão transformados em dados binários (presença/ausência de um dado estado de caráter), e também submetidos às análises multivariadas de agrupamento e de componentes principais. Já para os grupos (regiões) formados dos acessos, serão estimadas as freqüências alélicas e genotípicas, e os parâmetros de diversidade genética como número de alelos por loco, porcentagem de locos polimórficos, heterozigosidade média observada e esperada, índice de fixação de Wright e índices de diversidade de Nei, sendo que esses parâmetros permitirão caracterizar a diversidade genética entre e dentro de regiões, bem como avaliar a distribuição da variabilidade entre e dentro de regiões geográficas. Será também realizada uma análise a partir de dados binários (presença/ausência de bandas), para a construção de um dendrograma por acessos, para a verificação de possíveis duplicatas e verificar de que forma os acessos se agrupam em função de suas origens, usando o coeficiente de similaridade de Jaccard e o método UPGMA.