Busca avançada
Ano de início
Entree

Jogos de improvisação: Processos de formação da escuta e de atitudes interativas

Processo: 10/09976-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2010
Vigência (Término): 31 de outubro de 2011
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Pesquisador responsável:Maria Teresa Alencar de Brito
Beneficiário:Rodrigo Augusto Báez Rojas
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Improvisação   Interação   Educação musical

Resumo

Este trabalho busca contribuir para uma ampliação da visão relacionada à importância da improvisação na Educação Musical. Considera a improvisação elemento de gênese, valor primordial e ferramenta introdutória, que sugere introspecção, criatividade e questionamento, fundamentando uma audição musical significativa. Para tanto, pretende-se argumentar com base em conceitos apresentados por educadores como Maria Teresa Alencar de Brito, Violeta Gainza, Murray Schafer, John Paynter, Rogério Costa, e a musicista, compositora e improvisadora Chefa Alonso. A metodologia consistirá em realizar uma pesquisa bibliográfica com vias à elaboração da fundamentação teórica, e desenvolver e avaliar propostas de improvisação, aplicadas em grupos de crianças da Escola de Aplicação da FE-USP, divididas em duas faixas etárias, (de 8 e 10 anos), trabalhando com modelos e propostas existentes, bem como, com experimentos e improvisações livres. Na conclusão, serão descritos e comparados os diversos processos de desenvolvimento, com vias a destacar a singularidade própria a cada grupo e trabalho, bem como, para que os procedimentos mais relevantes possam ser sugeridos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)