Busca avançada
Ano de início
Entree

Agricultura tradicional e a conservação da agrobiodiversidade em um bairro rural do município de Santo Antonio do leverger - MT

Processo: 10/12181-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica
Pesquisador responsável:Maria Christina de Mello Amorozo
Beneficiário:Fábio Frattini Marchetti
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Etnobotânica

Resumo

A erosão genética de espécies selvagens e domesticadas, provocada pela expansão da agricultura moderna, despertou o interesse mundial pela agrobiodiversidade manejada em sistemas agrícolas de pequena escala, devido sua importância para a segurança alimentar, em escala local e global. Propostas de conservação in situ destes recursos têm sido elaboradas. O conjunto de espécies e variedades mantido pelas comunidades de agricultores muda ao longo do tempo, em decorrência da introdução/criação de novo material e perda de material já existente. Essa dinâmica é influenciada pelos contextos social e econômico vividos pelos grupos de agricultores. É muito importante que se avalie os rumos que as populações, cuja base de subsistência é agrícola, estão adotando, as opções que se configuram para elas e quais as implicações disso na manutenção da diversidade agrícola e do conhecimento local a ela associado. As tuberosas estão bem representadas no conjunto de plantas domesticadas nas terras baixas da América Central e do Sul; deste conjunto, a mandioca (Manihot esculenta Crantz) é a espécie que se sobressai, por sua grande importância para a subsistência e pela relevante diversidade intra-específica mantida pelas populações de agricultores tradicionais. O presente estudo tem como objetivos: realizar um levantamento etnobotânico geral das raízes e tubérculos alimentícios plantados por agricultores tradicionais na comunidade de Barreirinho, em Santo Antônio do Leverger, Mato Grosso; identificar e analisar os aspectos de mudança sócio-econômica, as estratégias de vida que as famílias de agricultores adotam e quais as consequências na dinâmica de manejo da diversidade inter e intra-específica das culturas mantidas localmente. Para isso, serão realizadas entrevistas semi-estruturadas com agricultores e agricultoras indicados como chefes de domicílio, coletas botânicas de plantas cultivadas e observação participante nos trabalhos referentes à lavoura. Os dados serão analisadas por meio de técnicas qualitativas utilizadas em pesquisa social, em etnobiologia e etnoecologia e, quando for o caso, serão realizadas análises estatísticas não paramétricas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARCHETTI, FABIO FRATTINI; MASSARO JUNIOR, LUIZ ROBERTO; DE MELLO AMOROZO, MARIA CHRISTINA; BUTTURI-GOMES, DAVI. Maintenance of Manioc Diversity by Traditional Farmers in the State of Mato Grosso, Brazil: A 20-Year Comparison. ECONOMIC BOTANY, v. 67, n. 4, p. 313-323, DEC 2013. Citações Web of Science: 3.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARCHETTI, Fábio Frattini. Agricultura tradicional e a manutenção da agrobidiversidade em comunidades rurais do município de Santo Antonio de Leverger - MT. 2012. 95 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro). Rio Claro.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.