Busca avançada
Ano de início
Entree

Emissão de N2O do solo devido à adição de urina de gado em sistema de pecuária extensiva

Processo: 10/14455-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Carlos Clemente Cerri
Beneficiário:Arlete Simões Barneze
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/01343-6 - Emissão de N2O do solo devido à adição de urina de gado em sistema de pecuária extensiva, BE.EP.MS
Assunto(s):Gases do efeito estufa

Resumo

Na pecuária, as emissões dos gases de efeito estufa (GEE) se dão por meio da fermentação entérica (herbívoros ruminantes) e a partir de dejetos dos animais. Os dejetos líquidos (urina) podem promover, principalmente, a emissão de óxido nitroso (N2O). Este gás é produzido no solo em processos microbianos de nitrificação - durante a mineralização da matéria orgânica e desnitrificação - redução do N-nitrato. Os processos biológicos envolvidos na produção e a magnitude do fluxo do N2O podem ser relacionados às condições edáficas como a umidade, a temperatura e a textura do solo. Além disso, características físico-químicas e microbiológicas podem sofrer modificações devido à adição de urina ao solo. O objetivo desta pesquisa será de estimar as emissões de N2O do solo devido à adição de dejetos líquidos de gado em sistema de pecuária extensiva. Para isso será realizado um experimento em campo para determinar o fator de emissão de N2O nos dejetos líquidos. Além disso, serão avaliadas as mudanças quanto às características físico-químicas e microbiológicas do solo. Experimentos de incubação também serão realizados, em laboratório, para determinação das condições favoráveis à emissão de N2O nos dejetos líquidos, com relação à umidade, temperatura e textura do solo. Será utilizado o modelo DAYCENT para a elaboração de modelagem matemática dos resultados. As informações obtidas nesta pesquisa poderão servir como base científica na elaboração de inventários de emissão de GEE com diferentes níveis de complexidade (Empresarial, Regional ou mesmo Nacional) para a pecuária extensiva de gado de corte. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARNEZE, A. S.; MAZZETTO, A. M.; ZANI, C. F.; MISSELBROOK, T.; CERRI, C. C. Nitrous oxide emissions from soil due to urine deposition by grazing cattle in Brazil. Atmospheric Environment, v. 92, p. 394-397, AUG 2014. Citações Web of Science: 10.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BARNEZE, Arlete Simões. N2O emission from soil due to urine deposition by grazing cattle and potential mitigation. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Centro de Energia Nuclear na Agricultura Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.