Busca avançada
Ano de início
Entree

A patogênese da pancitopenia da leishmaniose visceral canina

Processo: 10/16257-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2011
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Hiro Goto
Beneficiário:Flaviane Alves de Pinho
Instituição-sede: Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (IMT). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Pancitopenia   Citocinas   Leishmaniose visceral   Cães

Resumo

A Leishmaniose visceral (LV) é uma enfermidade infecciosa grave, que acomete o sistema fagocítico mononuclear e que pode ser letal ao hospedeiro. A pancitopenia é uma manifestação importante na LV e que pode contribuir na letalidade quando não tratada. Assim, o conhecimento a cerca dos mecanismos envolvidos nesse processo é de suma importância, uma vez que o entendimento dos mesmos pode contribuir na intervenção terapêutica mais eficiente. Mesmo que a pancitopenia seja caracterizada como conseqüência do hiperesplenismo, não se sabe ao certo que mecanismos estão relacionados a processo. Existem estudos que demonstram a importância dos fatores de crescimento (Colony-Stimulating Factors) e algumas citocinas como TNF-alfa na hematopoiese em pacientes humanos com LV. Além desses, o fator de crescimento insulina-símile (Insulin-like growth factor - IGF)-I tem se mostrado um importante promotor do crescimento de células hematopoiéticas in vitro. Na LV ativa observaram-se níveis baixos de IGF-I em relação ao controle. Nesse contexto, estudaremos a patogenia da pancitopenia na LV canina, considerada um modelo da doença humana, para compreensão dos mecanismos visando benefício aos pacientes com LV ativa. Vamos explorar neste projeto possível contribuição de níveis baixos de IGF-I na pancitopenia na LV ativa, juntamente com a avaliação das alterações do mielograma e da expressão de GM-CSF, TNF-alfa, IL-3, IL-4, IL-7 e IL-11 na medula óssea, fatores esses implicados na hematopoiese. Avaliaremos em cães naturalmente infectados por Leishmania (Leishmania) chagasi e cães sadios e paralelamente em hamster infectado experimentalmente com L. (L.) chagasi (outro bom modelo experimental de LV) e em hamster não infectado.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE PINHO, FLAVIANE ALVES; VIEIRA VENDRAME, CELIA MARIA; LIMA MACIEL, BRUNA LEAL; SILVA, LUCILENE DOS SANTOS; MIYASHIRO, SAMANTHA IVE; BEZERRA JERONIMO, SELMA MARIA; GOTO, HIRO. Association between Insulin-Like Growth Factor-I Levels and the Disease Progression and Anemia in Visceral Leishmaniasis. American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, v. 100, n. 4, p. 808-815, 2019. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PINHO, Flaviane Alves de. A patogênese da pancitopenia na leishamiose visceral canina e murina. 2015. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Medicina Tropical de São Paulo São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.