Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da resposta imune inata e adaptativa na infecção pelo dermatófito Trichophyton rubrum

Processo: 10/52155-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Gil Benard
Beneficiário:Maria da Gloria Sousa Stafocker
Instituição-sede: Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (IMT). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neutrófilos   Macrófagos   Imunidade celular

Resumo

As infecções fúngicas se tornaram um importante problema de saúde pública nas ultimas décadas devido ao aumento significativo de pacientes imunodeprimidos. Dentre essas infecções destaca-se a dermatofitose que é infecção superficial capaz de produzir lesões em tecidos queratinizados, como pele, pêlo e unhas. Dentre os agentes etiológicos o mais isolado é o Trichophyton rubrum. Pouco se conhece sobre a imunopatogênese desta micose. Sabe-se que as células do sistema imune inato detectam patogenos através dos receptores de reconhecimento padrão (PRRs). Dentre esses receptores destacam-se os receptores do tipo Toll-Like (TLRs) e os receptores de lectinas do tipo C (CLRs) os quais podem reconhecer o microorganismo e sinalizar para iniciar uma resposta imune-protetora durante uma infecção. Recentemente descobriu-se um novo tipo de células T helper chamadas de Th 17 que são caracterizadas por secretar IL-17, que é essencial para montar uma resposta imune contra alguns patógenos. Já foi demonstrado que alguns CLRs como, por exemplo, o receptor de manose e TLRs é capaz de regular o balanço entre Th1 e Th 17, em parte pela liberação de citosinas secretadas pelas células Th 17. Propomos analisar o envolvimento dos TLR 2 e TLR4 e do receptor de manose no reconhecimento do T. rubrum, bem como a participação desses receptores na indução de uma resposta Th1-Th17 em células humanas do sistema imune provenientes de doadores sadios e portadores de dermatofitose. Paralelemente, também será estabelecido o modelo experimental de dermatofitose com T. rubrum em camundongos BALB/c para analisar os tipos celulares envolvidos na resposta inflamatória in situ desses animais. Com isso, espera-se delinear os mecanismos envolvidos na ativação e supressão da resposta imune inato-adaptativa em pacientes e no modelo experimental de dermatofitose. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE SOUSA, MARIA DA GLORIA T.; SANTANA, GRAZIELLE B.; CRIADO, PAULO R.; BENARD, GIL. Chronic widespread dermatophytosis due to Trichophyton rubrum: a syndrome associated with a Trichophyton-specific functional defect of phagocytes. FRONTIERS IN MICROBIOLOGY, v. 6, AUG 6 2015. Citações Web of Science: 9.
TEIXEIRA DE SOUSA, MARIA DA GLORIA; BELDA, JR., WALTER; SPINA, RICARDO; LOTA, PRISCILA RAMOS; VALENTE, NEUSA SAKAI; BROWN, GORDON D.; CRIADO, PAULO RICARDO; BENARD, GIL. Topical Application of Imiquimod as a Treatment for Chromoblastomycosis. Clinical Infectious Diseases, v. 58, n. 12, p. 1734-1737, JUN 15 2014. Citações Web of Science: 32.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.